15:26 20 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Logotipo da CIA

    Assessor responsabilizado pelo golpe na Venezuela era agente da CIA, assegura Maduro

    © AFP 2019 / Saul Loeb
    Américas
    URL curta
    212

    O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, qualificou como assassino o ex-assessor Iván Simonovis, responsabilizado pela violência ocorrida durante o golpe de Estado de 2002 contra Hugo Chávez.

    Maduro afirmou que o ex-assessor sempre foi um agente da Agência Central de Inteligência dos EUA.

    "O assassino [Iván] Simonovis foi recebido como herói em Washington, como agente da CIA que foi toda a vida, ele é um assassino, um criminoso, assassino sanguinário [...]", declarou Maduro.

    Simonovis estava em prisão domiciliar , da qual se evadiu no passado 16 de maio. O ex-assessor falou sobre o plano de fuga para escapar de sua casa, onde cumpria a pena de prisão.

    O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, acompanhado pelo ministro da Defesa, general Vladimir Padrino Lopez e pelo comandante das Operações Estratégicas, almirante Remigio Ceballos, chegam para um encontro com as tropas de Fort Tiuna, em Caracas.
    © AP Photo / Assessoria de Imprensa do Miraflores / Jhonn Zerpa
    O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, acompanhado pelo ministro da Defesa, general Vladimir Padrino Lopez e pelo comandante das Operações Estratégicas, almirante Remigio Ceballos, chegam para um encontro com as tropas de Fort Tiuna, em Caracas.

    Entretanto, no dia 26 de junho, o ministro venezuelano da Comunicação e Informação, Jorge Rodríguez, desmentiu a versão e assegurou que o líder da oposição, Juan Guaidó, pagou centenas de milhares de dólares para liberá-lo.

    Simonovis, que atualmente está nos EUA, foi condenado a 30 anos de prisão por cumplicidade na execução de crime de homicídio qualificado.

    Durante os protestos e o golpe de Estado de 2002 contra o então presidente, Hugo Chávez (1998-2013), Simonovis era assessor de Segurança Pública da Prefeitura de Caracas e foi responsabilizado pela violência que ocorreu na capital durante o conturbado período.

    Mais:

    Nicolás Maduro divulga preço astronômico de drones comprados nos EUA para matá-lo
    Secretário da OEA admite que diálogo com Guaidó consolidou Maduro na Venezuela
    Maduro acusa opositores de roubar dinheiro doado para ajuda humanitária
    Tags:
    assessor, assassino, oposição, golpe, CIA, Venezuela, Nicolas Maduro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar