Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

MD da Rússia: Ucrânia encenou ataque a unidade de saúde em Odessa para culpar tropas russas

© Sputnik / Serviço de Imprensa do Ministério da Defesa da Rússia / Abrir o banco de imagensO diretor do Centro Nacional de Gerenciamento de Defesa da Rússia, coronel-general Mikhail Mizintsev, em Moscou, em 5 de março de 2022 (foto de arquivo)
O diretor do Centro Nacional de Gerenciamento de Defesa da Rússia, coronel-general Mikhail Mizintsev, em Moscou, em 5 de março de 2022 (foto de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 16.06.2022
Nos siga noTelegram
A Ucrânia encenou um ataque a uma unidade de saúde em Odessa em 11 de junho para responsabilizar as forças russas, disse o diretor do Centro Nacional de Gerenciamento de Defesa da Rússia, coronel-general Mikhail Mizintsev, que também lidera a coordenação da resposta humanitária.

"Em 11 de junho, em Odessa, especialistas do 83º Centro de Informação e Operações Psicológicas das Forças Armadas da Ucrânia realizaram uma filmagem encenada dos resultados de um ataque a um centro médico, supostamente realizado por militares russos", disse Mizintsev.

Segundo o oficial de defesa, as forças de segurança da Ucrânia isolaram a área onde a unidade de saúde está localizada para que moradores não pudessem filmar o "ataque" em seus telefones celulares.

"Avisamos com antecedência que, em um futuro próximo, esses e outros materiais fabricados por Kiev sobre as supostas 'atrocidades dos russos' estão planejados para serem amplamente distribuídos pela mídia ocidental e ucraniana, bem como pela Internet", disse Mizintsev.

Envio de recrutas do regimento Azov para a zona de conflito no sudeste da Ucrânia - Sputnik Brasil, 1920, 16.06.2022
Panorama internacional
Ocidente aplicou na Ucrânia mesmos métodos criminosos usados na Síria para ditar poder, diz Rússia
Há dois meses, em 13 de abril, a representante oficial do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, alertou que Kiev já usava "fakes" sobre militares russos para distrair a atenção de seus próprios crimes.

"Para distrair a atenção de seus próprios crimes, Kiev usa fakes, tentando mostrar um tratamento cruel dado por militares russos à população civil", apontou.

O caso mais flagrante até hoje foi o que ocorreu em Bucha, quando vídeos divulgados pelas autoridades e mídia ucranianas mostravam centenas de corpos ao chão pela cidade, alguns com sinais de tortura.
Porém especialistas consultados pela Sputnik Brasil afirmaram que "peças não se encaixam" na versão de Kiev sobre a situação na cidade, questionando a veracidade dos fatos e criticando a cobertura ocidental enviesada do conflito.
Motoristas enchem gasolina em posto de gasolina de Mumbai, Índia, 12 de junho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 14.06.2022
Panorama internacional
Rússia vira 2ª maior exportadora de petróleo à Índia em meio às sanções ocidentais
A Rússia iniciou a operação militar especial, em 24 de fevereiro, com o objetivo de "desmilitarizar" e "desnazificar" a Ucrânia, após pedido de ajuda das repúblicas populares de Donetsk (RPD) e Lugansk (RPL) para combater ataques de tropas ucranianas.
Segundo o Ministério da Defesa russo, a missão tem como alvo apenas a infraestrutura militar da Ucrânia.
Além disso, as Forças Armadas da Rússia acusam militares ucranianos de usar "métodos terroristas" nos combates, como fazer civis de "escudo humano" e se alojar em construções não militares.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала