Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Ocidente aplicou na Ucrânia mesmos métodos criminosos usados na Síria para ditar poder, diz Rússia

© Sputnik / Aleksandr Maksimenko / Abrir o banco de imagensEnvio de recrutas do regimento Azov para a zona de conflito no sudeste da Ucrânia
Envio de recrutas do regimento Azov para a zona de conflito no sudeste da Ucrânia - Sputnik Brasil, 1920, 16.06.2022
Nos siga noTelegram
EUA e países subordinados usaram os mesmos métodos criminosos na Ucrânia para estabelecer o poder dos nacionalistas no país, que foram utilizados na Síria em uma tentativa de derrubar as autoridades legítimas por meio de islamistas radicais, disse o chefe do Centro Nacional de Gerenciamento de Defesa da Rússia, o coronel-general Mikhail Mizintsev.
"Foram aplicados os mesmos métodos utilizados pelos países ocidentais em 2011 para desencadear o conflito militar na Síria. Naquela época, o Ocidente apoiou e armou os terroristas ideologicamente motivados pelo islamismo radical com o objetivo de derrubar o governo indesejável", declarou o coronel-general.

"E assim [foi] na Ucrânia, ao introduzirem a ideologia neonacionalista na parte radical da sociedade ucraniana, os EUA e seus satélites levaram ao poder as forças que promovem o crescimento de ideais fascistas", disse Mizintsev, acrescentando que agora os países ocidentais buscam prolongar o conflito o máximo possível, inundando a Ucrânia com todos os tipos de armamentos.

O coronel-general ressaltou que em oito anos de desastre humanitário em Donbass, mais de 6,5 milhões de pessoas foram vítimas de violações dos direitos humanos.
Ao longo deste tempo, devido a bombardeamentos diários das tropas ucranianas e regimentos nacionalistas foram mortas mais de 14.500 pessoas, destruídos mais de 4.100 e danificados mais de 55.000 instalações de infraestrutura e edifícios residenciais.
"Os países do chamado Ocidente civilizado liderados pelos EUA deliberadamente não notaram tudo isso, demonstrando absoluta indiferença diante do destino de milhões de habitantes das repúblicas populares de Donetsk e Lugansk", conclui Mizintsev.
Soldados das Forças Democráticas da Síria (SDF, na sigla em inglês), apoiadas pelos EUA, procuram militantes do Estado Islâmico-Khorasan (EI-K) (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países), em Hassakeh, na Síria, em 28 de janeiro de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 01.03.2022
Panorama internacional
Damasco adverte que serviços especiais dos EUA podem levar terroristas da Síria à Ucrânia
A operação militar especial russa foi deflagrada no final de fevereiro após as repúblicas de Donbass solicitarem apoio militar à Rússia na sequência do aumento das violações de cessar-fogo na região por parte de Kiev.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала