Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Kremlin: Ocidente deve abolir decisões ilegais que impedem a exportação de grãos da Ucrânia

© Sputnik / Mikhail Mordasov  / Abrir o banco de imagensEsteira rolante carregando grãos no porão de um navio no terminal de grãos do Porto Marítimo Comercial de Novorossiysk
Esteira rolante carregando grãos no porão de um navio no terminal de grãos do Porto Marítimo Comercial de Novorossiysk - Sputnik Brasil, 1920, 26.05.2022
Nos siga noTelegram
A Rússia disse que estava pronta para abrir corredores humanitários para desbloquear os portos marítimos da Ucrânia para exportações de grãos somente depois de Kiev realizar a limpeza de minas nos portos.
O Ocidente deveria abolir as decisões ilegais que impedem a exportação de grãos da Ucrânia, disse o porta-voz presidencial russo, Dmitry Peskov.
O porta-voz também reiterou que a Rússia nega categoricamente as alegações de que está impedindo as exportações de grãos da Ucrânia, enfatizando que são as decisões do Ocidente que levaram ao bloqueio dos portos.
"Negamos categoricamente essas acusações e, ao contrário, acusamos os países ocidentais de terem realizado algumas ações ilegais que levaram a esse bloqueio", disse Peskov.
Quando perguntado por um jornalista se isso significa que os países ocidentais precisam suspender as sanções para que o fornecimento de grãos seja retomado, Peskov disse que "eles devem cancelar as decisões ilegais que impedem o afretamento de navios, que impedem a exportação de grãos e assim por diante".
O Ministério das Relações Exteriores da Rússia disse anteriormente que a Rússia não impede a exportação de grãos da Ucrânia, enquanto os problemas logísticos ocorreram por culpa de Kiev porque suas tropas haviam minado os portos marítimos. De acordo com o ministério, as alegações de que a Rússia está deliberadamente bloqueando as exportações de grãos da Ucrânia e, assim, provocando uma escassez no mercado de grãos não são "nada além de especulação".
Colheita de trigo na região de Omsk, Rússia - Sputnik Brasil, 1920, 26.05.2022
Panorama internacional
Holanda afirma que precisa de garantias da Rússia para escoltar grãos ucranianos
Na quarta-feira (25), o vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Andrey Rudenko, disse que Moscou está pronta para abrir corredores humanitários para desbloquear os portos marítimos da Ucrânia para as exportações de grãos ucranianos, mas Kiev deve primeiro garantir que os portos sejam limpos de minas.
Muitos países e organizações internacionais pediram o desbloqueio dos portos marítimos da Ucrânia e a liberação dos grãos presos em armazéns para conter o aumento dos preços dos alimentos e entregar colheitas às regiões que enfrentam insegurança alimentar aguda.
Comentando as alegações antirrussas sobre as exportações de grãos da Ucrânia, o representante permanente da Rússia na ONU, Vasily Nebenzya, disse que, levando em consideração as declarações de políticos ocidentais e alguns relatos da mídia, pode-se chegar à conclusão de que o grão ucraniano está realmente sendo exportado, tanto por via ferroviária como em barcaças ao longo do Danúbio. Nebenzya disse que a Rússia tem motivos para suspeitar que o grão não está sendo entregue ao "sul global faminto", mas está sendo transportado para alguns países europeus como "compensação" pelas armas fornecidas a Kiev pelo Ocidente.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала