Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Situação na Ucrânia é 'alarmante', avalia embaixador da Rússia nos EUA

© Sputnik / Grigory Sysoev / Abrir o banco de imagensO embaixador da Rússia nos Estados Unidos Anatoly Antonov
O embaixador da Rússia nos Estados Unidos Anatoly Antonov - Sputnik Brasil, 1920, 14.05.2022
Nos siga noTelegram
A situação na Ucrânia, com os Estados Unidos se aprofundando no conflito fornecendo armas cada vez mais poderosas a Kiev, parece "alarmante", disse o embaixador russo nos Estados Unidos, Anatoly Antonov, neste sábado (14).

"Os EUA estão sendo atraídos cada vez mais para um conflito com as consequências mais imprevisíveis para as duas potências nucleares", disse Antonov ao programa Soloviev Live.

Antonov disse que a Rússia e os EUA são as duas potências responsáveis ​​pela segurança no mundo e avaliou a situação como "alarmante" porque Washington está fornecendo armas cada vez mais poderosas à Ucrânia, o que provoca uma retaliação de Moscou.
Vladimir Zelensky, presidente ucraniano, vai a reunião com Nancy Pelosi, presidente da Câmara dos Representantes dos EUA (fora da foto), em Kiev, Ucrânia, 1º de maio de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 14.05.2022
Panorama internacional
Zelensky assina lei que proíbe partidos políticos a favor da Rússia na Ucrânia
O diplomata acrescentou que a política dos EUA também tornou a Europa mais dependente de Washington, especialmente com o congelamento do projeto Nord Stream 2.
"Esforços tremendos foram feitos pelos americanos para quebrar o projeto NS1 [Nord Stream 1], e finalmente eles conseguiram. O projeto NS2 [Nord Stream 2] acabou de desligar. Quem ganhou? Claro, os EUA, quem impor seu gás natural liquefeito ao mundo a preços altos. A Europa se tornou mais dependente de Washington", acrescentou Antonov.
O Nord Stream 2 é um projeto de gasoduto com capacidade para transportar 55 bilhões de metros cúbicos por ano, permitindo o trânsito de gás da Rússia até a Alemanha através do mar Báltico.
Tanto os Estados Unidos quanto a Ucrânia se opuseram fortemente ao projeto.
Joe Biden, presidente dos EUA, fala durante visita a centro de produção de metais em Hamilton, Ohio, EUA, 6 de maio de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 14.05.2022
Panorama internacional
Conflito interminável na Ucrânia prejudica segurança global e a dos EUA, diz colunista
Moscou pediu aos países ocidentais para que parassem de politizar o lançamento do Nord Stream 2, argumentando que é um projeto comercial benéfico tanto para a Rússia quanto para a União Europeia.
A Rússia lançou uma operação militar especial na Ucrânia em 24 de fevereiro, depois que as repúblicas populares de Donetsk (RPD) e Lugansk (RPL) pediram ajuda para se defender dos ataques perpetrados pelas forças ucranianas.
Desde então, os aliados da Ucrânia têm fornecido assistência financeira e armas a Kiev e introduzido uma miríade de sanções econômicas e ideológicas contra Moscou.
Pela primeira vez, as restrições incluem a desconexão parcial da Rússia do sistema SWIFT, o congelamento de suas reservas internacionais, o embargo à importação de alguns agentes de energia, bem como o fechamento de espaço aéreo, portos e estradas para transportadoras russas.
Lavoura de café, 6 de julho de 2019 - Sputnik Brasil, 1920, 13.05.2022
Notícias do Brasil
Exportações de café solúvel do Brasil caem 4,7% devido ao conflito entre Ucrânia e Rússia
De acordo com o banco de dados Castellum.AI, a Rússia é agora o país mais atingido pelas sanções, à frente do Irã, Síria, Coreia do Norte e Venezuela.
Desde meados de fevereiro, mais de 7.600 novas medidas restritivas foram ativadas em relação à Rússia, além das mais de 2.750 que já estavam em vigor.
Centenas de empresas anunciaram desde o final de fevereiro a decisão de suspender seus negócios com a Rússia e dentro do país.
O presidente do Estado-Maior Conjunto, general Mark Milley, cumprimenta soldados do Exército dos EUA, no Campo de Treinamento em Pabrade, a cerca de 60 km ao norte da capital Vilnius, Lituânia, 6 de março de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 14.05.2022
Panorama internacional
EUA vão enviar mais de 10 mil militares à Europa, afirma porta-voz do Pentágono
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала