Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

EUA investem em novos conceitos de guerra durante mais de 100 exercícios próximo à China, diz mídia

© Foto / Marinha dos EUA / Especialista em Comunicação de Massa da Primeira Classe Jeremy GrahamDestróier de mísseis guiados norte-americano USS John S.McCain, da classe Arleigh Burke, transita pelo mar do Sul da China realizando operação de rotina
Destróier de mísseis guiados norte-americano USS John S.McCain, da classe Arleigh Burke, transita pelo mar do Sul da China realizando operação de rotina - Sputnik Brasil, 1920, 28.03.2022
Nos siga noTelegram
Os números foram divulgados por um gabinete estratégico em Pequim no domingo (27). O Exército norte-americano vem testando diferentes conceitos estratégicos militares que poderiam ser aplicados contra a China.
De acordo com o think tank chinês Iniciativa de Sondagem da Situação Estratégica do Mar do Sul da China (SCSPI, na sigla em inglês), citado pelo Global Times, o número real de exercícios militares realizados pelos EUA em regiões próximas à China no ano de 2021 é maior do que o divulgado publicamente de 95 atividades. O gabinete estratégico afirma que o número supera uma centena.
Entre os 95 exercícios que aconteceram oficialmente, 14 consistiam em apenas forças norte-americanas, todos os outros 81 treinamentos militares decorreram em conjunto com forças militares de outras nações parceiras dos EUA, incluindo Japão, Reino Unido, Austrália, Índia, França e Canadá, segundo o SCSPI.
Foram realizados cursos de treinamento, incluindo missões antinavio, antissubmarino, antiminas marítimas, anfíbias, no ciberespaço e missões marítimas de conscientização situacional.
Porta-aviões USS Carl Vinson (CVN 70) e outros navios dos EUA e aliados transitam pela baía de Bengala como parte dos exercícios Malabar 2021, em 12 de outubro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 13.01.2022
Panorama internacional
Marinha dos EUA volta a realizar exercícios no mar do Sul da China com 2 grupos de navios, diz mídia
De acordo com Song Zhongping, um especialista militar chinês ouvido pelo Global Times, os EUA estão investindo no desenvolvimento de novas parcerias e bases no continente asiático, além das forças já estruturadas no Japão e na Coreia do Sul, para poderem ter um maior poder logístico na região. A investida norte-americana, de acordo com Song, é uma resposta ao constante crescimento do Exército de Libertação Popular da China.
A divulgação dos dados pelo SCSPI aconteceu um dia antes do início do extenso treinamento militar entre os EUA e as Filipinas, que começou nesta segunda-feira (28) e se estenderá por 12 dias.
O exercício das duas forças quase foi cancelado pelo presidente filipino, Rodrigo Duterte, em razão de dúvidas sobre as parcerias com os Estados Unidos enquanto o país se volta para a China.
Militares dos EUA no Aeroporto Albrecht Duerer alemão, a caminho da base militar do país em Grafenwoehr, Alemanha, 1º de março de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 28.03.2022
Panorama internacional
EUA e Filipinas realizam exercícios militares conjuntos até 8 de abril
No entretanto, os treinamentos de guerra foram confirmados e vão mobilizar 5.100 militares norte-americanos e 3.800 militares das Filipinas. Durante os 12 dias, as forças dos dois países realizarão exercícios e simulações em Luzon, a principal ilha do país, até o dia 8 de abril.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала