Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Marinhas japonesa e norte-americana realizam exercícios em ilha remota no Japão (FOTOS)

© AP Photo / Eugene HoshikoTreinamento militar das marinhas japonesa e norte-americana foi realizado no Japão em 15 de março de 2022.
Treinamento militar das marinhas japonesa e norte-americana foi realizado no Japão em 15 de março de 2022. - Sputnik Brasil, 1920, 15.03.2022
Nos siga noTelegram
Centenas de fuzileiros navais do Japão e dos Estados Unidos foram observados realizando exercícios de combate nesta terça-feira (15).
Pela primeira vez, tropas japonesas e estadunidenses fizeram treinamentos de combate com paraquedistas. As ações foram realizadas na região do monte Fuji, ao sul da ilha de Okinawa, em meio ao aumento da atividade russa e chinesa nos mares da região.
De acordo com reportagem do South China Morning Post (SCMP), o secretário-chefe do gabinete japonês, Hirokazu Matsuno, informou que a Marinha japonesa avistou na segunda-feira (14) uma frota de seis navios de guerra russos passando pelo estreito de La Pérouse e que, antes disso, outra embarcação foi vista realizando exercícios no estreito de Tsugaru.
© AP Photo / Eugene HoshikoAeronaves modelo MV-22 Osprey sobrevoando o campo de exercício durante atividades realizadas pelas marinhas do Japão e dos EUA em 15 de março de 2022.
Aeronaves modelo MV-22 Osprey sobrevoando o campo de exercício, durante atividades realizadas pelas Marinhas do Japão e dos EUA, no dia 15 de março de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 15.03.2022
Aeronaves modelo MV-22 Osprey sobrevoando o campo de exercício durante atividades realizadas pelas marinhas do Japão e dos EUA em 15 de março de 2022.
O Japão segue sua expansão e atualização das forças de defesa, que se mantiveram estagnadas por quase uma década. Nas atividades de hoje foram envolvidos 400 soldados japoneses de unidades anfíbias e 600 fuzileiros navais dos EUA, que têm base estratégica em Okinawa.
Matsuno disse ainda que a "Rússia está realizando uma enorme quantidade de exercícios navais" e que o governo japonês está "observando a intensificação das atividades militares com grande preocupação".

"Estamos comprometidos em garantir a paz e a estabilidade na região por meio de respostas conjuntas da parceria Japão-EUA. Qualquer adversário em potencial verá nisso a nossa capacidade real, não apenas palavras. O Japão, com os fuzileiros navais dos EUA, tem a vontade e a capacidade de defender a região, e espero que isso forneça dissuasão suficiente", afirmou o coronel Masashi Hiraki, comandante do Primeiro Regimento de Implantação Anfíbia Rápida do Japão.

O exercício realizado nesta terça-feira pelas marinhas do Japão e dos EUA faz parte de um programa de três semanas cujo intuito é melhorar a interoperabilidade dos aliados para "fortalecer sua capacidade de dissuasão e resposta", de acordo com autoridades de defesa ouvidas pelo SCMP.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала