Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
 - Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Mourão sobre crise energética: 'Pode ser que ocorra algum racionamento'

© Folhapress / Cláudio Marques/Futura PressO vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, concede entrevista à imprensa na entrada do Palácio do Planalto.
O vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, concede entrevista à imprensa na entrada do Palácio do Planalto. - Sputnik Brasil, 1920, 01.09.2021
Nos siga no
Segundo vice-presidente, o governo tomou todas as medidas necessárias para contornar a crise, mas talvez aconteça racionamento para evitar apagão. Nova bandeira tarifária entra em vigor hoje (1º), e adiciona custos às despesas dos brasileiros.
Nesta quarta-feira (1º), em entrevista coletiva na saída do Palácio do Planalto, o vice-presidente, Hamilton Mourão, disse que "pode ser que tenha que ocorrer algum racionamento" de energia elétrica em razão de crise energética no país, segundo o G1.
"O que eu tenho acompanhado é que o governo tomou as medidas necessárias, criou uma comissão para acompanhar e tomar as decisões a tempo e a hora no sentido de impedir que ocorra isso aí que você [repórter] colocou, que haja apagão. Agora, pode ser que tenha que ocorrer algum racionamento. O próprio ministro [de Minas e Energia] falou isso", declarou Mourão.
Publicamente, o ministro Bento Albuquerque vem afirmando o contrário, dizendo que não há possibilidade de racionamento.
Entretanto, em pronunciamento na TV na terça-feira (31), admitiu que a "condição hidroenergética se agravou". Logo em seguida, Albuquerque pediu aos brasileiros que reduzam o desperdício de energia, segundo a mídia.
"Para aumentar a segurança energética e afastar o risco de falta de energia no horário de maior consumo é necessário que a administração e o consumidor participem de um esforço inadiável de redução do consumo. O empenho de todos nesse processo é fundamental para atravessar com segurança o grave momento e para diminuir o custo da energia", afirmou o ministro.
Também nesta quarta-feira (1ª) a chamada "bandeira tarifária escassez hídrica" entrou em vigor e permanecerá até 30 de abril de 2022. A nova bandeira adiciona R$ 14,20 na conta de luz para cada 100 quilowatts-hora consumidos.
Até então, o preço mais elevado era o da "bandeira vermelha patamar 2", cujo valor era R$ 9,49, reajustado em junho, conforme noticiado.
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала