Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

'Marco importante': FOTO mostra pela 1ª vez campo magnético de buraco negro

© Foto / NASA, ESA, and D. Player (STScI)Imagem artística mostra estrela absorvida por um buraco negro
Imagem artística mostra estrela absorvida por um buraco negro - Sputnik Brasil, 1920, 25.03.2021
Nos siga no
Equipe que estuda os dados da rede de telescópios EHT apresentou na quarta-feira (24) uma nova imagem do buraco negro localizado no centro da galáxia M87.

A primeira foto de todos os tempos de um buraco negro foi publicada há quase dois anos. A nova imagem permite observar algo mais: o campo magnético do buraco negro, algo que é um "marco importante", pois oferece "informação que nos permite compreender melhor a física por trás da imagem que vimos em abril de 2019, algo que antes era impossível", disse Ivan Marti-Vidal, membro do projeto e pesquisador na Universidade de Valência, na Espanha, em um comunicado do projeto EHT.

"Agora estamos vendo a segunda evidência crucial para compreender como se comportam os campos magnéticos ao redor de buracos negros, e como a atividade nesta região tão compacta do espaço pode impulsionar poderosos jatos que se estendem muito além da galáxia", afirmou Monika Moscibrodzka, professora adjunta da Universidade de Radbound, dos Países Baixos, no mesmo comunicado.
© AFP 2021 / European Southern Observatory Imagem do buraco negro da galáxia M87. As linhas visíveis mostram a direção da polarização, diretamente ligada ao campo magnético do buraco negro
'Marco importante': FOTO mostra pela 1ª vez campo magnético de buraco negro - Sputnik Brasil, 1920, 25.03.2021
Imagem do buraco negro da galáxia M87. As linhas visíveis mostram a direção da polarização, diretamente ligada ao campo magnético do buraco negro

Graças à imagem, é possível corroborar a presença de um gás fortemente magnetizado ao redor do objeto celeste.

"As observações sugerem que os campos magnéticos na periferia do buraco negro são suficientemente fortes para puxar o gás quente para trás e ajudá-lo a resistir à atração da gravidade. Só o gás que escorrega pelo campo pode girar em espiral em direção ao horizonte de eventos", explicou Jason Dexter, professor adjunto da Universidade do Colorado em Boulder, nos EUA, e coordenador do Grupo de Trabalho Teórico do EHT.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала