Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Reino Unido assina contrato de US$ 747 milhões para compra de novos mísseis para caça F-35B

© AP Photo / Lefteris PitarakisCaça F-35 em apresentação no Reino Unido
Caça F-35 em apresentação no Reino Unido - Sputnik Brasil
Nos siga no
O ministro da Defesa do Reino Unido anunciou novo contrato de US$ 747 milhões (cerca de R$ 3 bilhões) para mísseis de ataque de superfície que "fornecerá letalidade incomparável" para os caças F-35B Lightning do país.

Os mísseis SPEAR3 serão fabricados pela empresa europeia MBDA que pertence à empresa de defesa britânica BAE Systems e as empresas aeroespaciais Airbus e Leonardo, garantido "centenas de empregos no Reino Unido".

Além disso, os novos mísseis fornecerão uma "letalidade incomparável" para os caças F-35B Lightning do país, de acordo com o governo britânico.

"O desenvolvimento deste míssil de próxima geração nos permitirá proteger nosso pessoal e ativos em terra a milhares de metros no céu", disse o ministro da Defesa do Reino Unido, Jeremy Quin.

O míssil SPEAR3 tem alcance de mais de 140 quilômetros e pode viajar em velocidade subsônica, o que significa que o exército britânico poderia destruir sistemas de defesa aérea a longa distância.

A capacidade do míssil SPEAR3 de atacar alvos em movimento aumentará a capacidade aérea de combate do país.

Os caças F-35B, estão programados para zarpar a bordo do HMS Queen Elizabeth quando o navio fizer sua primeira viagem em 2021, e já serão equipados com os novos recursos.
© AP Photo / Russell CheyneO maior navio da Marinha do Reino Unido, o porta-aviões HMS Queen Elizabeth (foto de arquivo)
Reino Unido assina contrato de US$ 747 milhões para compra de novos mísseis para caça F-35B - Sputnik Brasil
O maior navio da Marinha do Reino Unido, o porta-aviões HMS Queen Elizabeth (foto de arquivo)

Embora o contrato tenha um alto custo, o governo afirmou no comunicado de imprensa que o acordo sobre caças F-35B faz parte de um portfólio de armas mais amplo de armas complexas com a empresa MBDA, e que mesmo com o elevado valor vai gerar economia para o país no setor da Defesa.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала