Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Rússia exige cumprimento de cessar-fogo em Nagorno-Karabakh após relatos de disparos

© Sputnik / Maksim Blinov / Abrir o banco de imagensMilitares da força de paz russa em uma rua da cidade de Lachin (Berdzor) em Nagorno-Karabakh
Militares da força de paz russa em uma rua da cidade de Lachin (Berdzor) em Nagorno-Karabakh - Sputnik Brasil
Nos siga no
O contingente russo de manutenção da paz em Nagorno-Karabakh pediu neste sábado (12) a todas as partes que observassem o cessar-fogo em vigor na região disputada desde 10 de novembro, após relatos de disparos na região de Hadrut.

As forças de paz da Rússia registraram uma violação do cessar-fogo em Nagorno-Karabakh na sexta-feira (11), o único rompimento, até o momento, da trégua que entrou em vigor em 10 de novembro, após a assinatura de um acordo entre os líderes de Rússia, Azerbaijão e Armênia.

"Na região de Hadrut, foi registrado o disparo de armas automáticas. Uma demanda para que todas as partes observassem o cessar-fogo em sua totalidade foi comunicada diretamente", disse um representante do contingente de manutenção da paz aos repórteres.

Segundo a agência AFP, o Exército da Armênia reportou ataques do Azerbaijão contra dois vilarejos que estão sob controle das forças de Nagorno-Karabakh. A agência francesa acrescentou que o Ministério da Defesa do Azerbaijão, por sua vez, informou que "contramedidas adequadas" foram tomadas contra "provocações" do outro lado, mas assinalou que a trégua "estava sendo respeitada".

No início do dia, as forças de Nagorno-Karabakh anunciaram que três de seus combatentes foram feridos em um ataque das forças do Azerbaijão, informou a AFP.

De acordo com a agência de notícias, as tropas do Azerbaijão atacaram os combatentes armênios na noite de sexta-feira (11) e "três ficaram feridos no tiroteio que se seguiu", segundo informações divulgadas pelo Ministério da Defesa de Nagorno-Karabakh.

Os combates na região disputada entre Armênia e Azerbaijão, que deixaram milhares de mortos em ambos os lados, terminaram com o acordo patrocinado por Moscou em novembro, que determinou que as partes ficariam estacionadas em suas posições atuais e permitiu que cerca de dois mil soldados russos fossem enviados à região em uma missão de manutenção da paz.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала