Rússia considera inaceitável proposta dos EUA para prorrogação do Novo START

© Sputnik / Aleksandr Kryazhev / Abrir o banco de imagensMíssil balístico intercontinental (ICBM) Topol da unidade de mísseis de Novossibirsk durante treinamentos
Míssil balístico intercontinental (ICBM) Topol da unidade de mísseis de Novossibirsk durante treinamentos - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Moscou qualificou de inaceitável a proposta de Washington de congelamento mútuo dos arsenais nucleares no âmbito do Novo Tratado de Redução de Armas Estratégicas (Novo START).

Mais cedo, o enviado especial dos EUA para o controle de armas, Marshall Billingslea, declarou que o governo norte-americano está disposto a estender o tratado com a Rússia em troca do congelamento dos arsenais nucleares dos dois países. No entanto, de acordo com o vice-ministro russo das Relações Exteriores, Sergei Ryabkov, tal proposta não é razoável no entendimento do governo russo.

"A posição dos EUA a favor do congelamento é conhecida há muito tempo, e é inaceitável para nós", disse Ryabkov.

Segundo o representante da chancelaria russa, não é que a Rússia seja contra o congelamento de arsenais nucleares, mas, sim, que os problemas de estabilidade estratégica "devem ser tratados de forma abrangente". Nesse sentido, o diplomata descreveu como "absurdas" as afirmações dos EUA sobre um suposto acordo alcançado com a Rússia sobre o Novo START.

"Se os americanos tiverem que dizer a seu chefe algo sobre um suposto acordo alcançado com a Rússia antes de suas eleições, eles não conseguirão nada."

Por meio do Novo Tratado START, também conhecido como START III, os EUA e a Rússia se comprometeram a reduzir seus arsenais para 700 mísseis implantados, 1.550 ogivas nucleares e 800 veículos correspondentes, implantados e em reserva, até 5 de fevereiro de 2018.

Assinado em 2010, o acordo entrou em vigor em 2011 pelo prazo de dez anos, prorrogável por mais cinco. Se não for renovado, vai expirar em fevereiro do próximo ano. 

​As negociações russo-americanas para estender o tratado foram paralisadas devido a dúvidas mútuas sobre o desenvolvimento de novas armas, entre outras questões.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала