Japão realiza exercícios antissubmarino no mar do Sul da China

© AP Photo / Marinha dos EUA / Especialista de comunicação em massa de 2ª classe Kaila V. PetersNavios dos EUA e Japão realizando exercícios no mar do Sul da China
Navios dos EUA e Japão realizando exercícios no mar do Sul da China - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Tóquio enviou três navios para o local, que depois farão parada no Vietnã para reabastecimento, depois que ações semelhantes foram tomadas pelo Japão em setembro.

A Força Marítima de Autodefesa do Japão realizou na sexta-feira (9) no mar do Sul da China exercícios antissubmarino com três navios, incluindo um porta-helicópteros e um submarino, relata a agência Reuters citando o Ministério da Defesa do Japão, que não mencionou o local exato.

Japão envia três navios para o mar do Sul da China em exercício antissubmarino

O objetivo referido do exercício era "aumentar sua capacidade tática" e é planejado que as embarcações parem durante o fim de semana na baía de Cam Ranh, sul do Vietnã, para se reabastecerem de suprimentos.

O Ministério da Defesa do Japão não pôde ser contatado imediatamente para comentar mais sobre o assunto.

Os EUA têm aumentado sua presença naval no mar do Sul da China, pressionando a China na região e acusando Pequim de querer explorar as extensas reservas de petróleo e gás da área.

Ricas em fontes de energia, as águas do mar do Sul da China são reclamadas por diversos países, incluindo Brunei, Malásia, Filipinas, Taiwan e Vietnã. A China, que estabeleceu postos avançados militares em ilhas artificiais nessa região, também reivindica a área, refere a Reuters.

O jornal Global Times, por sua vez, criticou no sábado (10) os exercícios militares japoneses, referindo também que os navios de guerra do país fizeram o mesmo em 5 de setembro, como não sendo propícios à segurança e estabilidade da área tendo a firme oposição da China.

Na sexta-feira (9), um porta-voz militar chinês disse que o destróier norte-americano USS John McCain havia entrado nas águas em torno das disputadas Ilhas Paracel no mar do Sul da China sem a permissão da China e exortou Washington a parar com "tais ações provocatórias".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала