Teerã: sanções dos EUA tornam Irã mais determinado a desenvolver programa nuclear

© AFP 2022 / MOHAMMAD BERNOPresidente do Irã, Hassan Rouhani e o presidente da Agência de Energia Atômica do Irã, Ali Salehi, em frente a instalação nuclear de Bushehr, Irã
Presidente do Irã, Hassan Rouhani e o presidente da Agência de Energia Atômica do Irã, Ali Salehi, em frente a instalação nuclear de Bushehr, Irã - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Porta-voz da Organização de Energia Atômica do Irã declarou que as sanções americanas contra seu país não irão mudar os planos iranianos quanto ao uso da energia nuclear.

Após os EUA terem imposto sanções contra o chefe do programa nuclear iraniano, Ali Akbar Salehi, o porta-voz da Organização de Energia Atômica do Irã, Behrouz Kamalvandi, disse que a medida de Washington não teria qualquer efeito.

"Se estas sanções tivessem algum efeito no Irã, isso teria levado a República Islâmica a rever seu programa nuclear, mas é óbvio que isso não só não acontecerá, como o Irã buscará o desenvolvimento de seu programa nuclear com maior seriedade", declarou Kamalvandi, citado pela agência Mehr.

Além disso, segundo a autoridade persa, as ditas sanções aumentam a determinação iraniana em desenvolver o programa.

'Ruído na mídia'

Kamalvandi também ressaltou que as sanções contra Salehi não poderiam ter efeito visto que seu objetivo era privar Salehi de ativos nos EUA, algo que Salehi não possui.

"Os EUA sancionam pessoas para bloquear seus bens, mas Salehi não tem bens nos EUA. Sendo assim, essas sanções, que não têm respaldo internacional, não possuem nenhum valor prático ou garantia e só podem causar um pouco de ruído na mídia e nas esferas políticas", afirmou.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала