Quando a corrida não resulta em nada

© Sputnik / Vitaly PodvitskyQuando a corrida não resulta em nada
Quando a corrida não resulta em nada - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Interpol se recusou a aceitar o pedido do governo boliviano de "alerta vermelho" contra o ex-presidente Evo Morales.

Mesmo depois da recusa, o Ministério Público da Bolívia declarou que "solicitará novamente a ativação" da medida.

O procurador-geral da Bolívia, Juan Lanchipa, afirmou estar esperando "resposta da Interpol para que nos aponte de forma correta qual o motivo para não ter aceitado a nossa solicitação".

A declaração foi feita após o advogado Eduardo León ter anunciado que os dados de Morales foram eliminados da base da Interpol que negou a solicitação do pedido.

Anteriormente, a Procuradoria-Geral da Bolívia emitiu um mandado de prisão contra Morales, acusando-o de motim, terrorismo e financiamento do terrorismo. O ex-presidente afirmou que não tinha medo do mandado e o chamou de ilegal e inconstitucional.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала