EUA aplicam nova rodada de sanções contra pessoas e empresas ligadas à Venezuela

© AP Photo / Ariana CubillosApoiadores do presidente Nicolás Maduro em Caracas, na Venezuela
Apoiadores do presidente Nicolás Maduro em Caracas, na Venezuela - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os EUA impuseram sanções nesta terça-feira (17) contra 3 pessoas e 16 empresas sob a acusação de participar de um esquema de corrupção na distribuição de alimentos com a participação governo venezuelano.

Os indivíduos sancionados são: Amir Luis Saab, Luis Alberto Saab e David Nicolas Rubio. Já as empresas sancionadas são ligadas a estes três indivíduos. 

Em julho, o Departamento do Tesouro disse que o colombiano Alex Nain Saab orquestrou uma vasta rede de corrupção para importação e distribuição de alimentos na Venezuela e lucrou com contratos supervalorizados, incluindo o programa de subsídios alimentares.

"Essa ação aumenta a pressão sobre Alex Saab e sua rede, que lucraram com a fome do povo venezuelano e facilitam a corrupção sistêmica na Venezuela", disse o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, no comunicado. "O Tesouro continuará mirando aqueles que lucram de maneira corrupta às custas do povo venezuelano".

Na semana passada, o ministro das Relações Exteriores da Venezuela, Jorge Arreaza, em discurso no Conselho de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU), classificou as sanções de Washington contra a Venezuela como "terrorismo econômico".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала