Parlamentar: EUA evitam cooperar com a Rússia por medo de perder credibilidade

Nos siga noTelegram
A Casa Branca vem evitando cooperar com a Rússia na luta contra o Estado Islâmico com medo de perder respeito após iniciar uma guerra de propaganda contra a Rússia e o presidente sírio, Bashar Assad, disse à Sputnik um integrante do Partido Nacionalista Social Sírio nesta quarta-feira.

John Kerry em agosto de 2015 - Sputnik Brasil
EUA propõem parceria com Rússia contra EI, mas só se Moscou abandonar Assad
O secretário de Estado americano, John Kerry, afirmou na última terça que Washington aceitaria uma parceria com a Rússia, mas só se Moscou aceitasse a política estratégica dos EUA, que buscam derrubar o Presidente Assad.

“A Casa Branca está persistentemente ignorando o chamado da Rússia por cooperação na luta contra o Estado Islâmico porque estão com medo de que isso vá afetar sua credibilidade e seu prestígio diante da comunidade internacional e seu próprio povo depois que iniciaram uma guerra de propaganda contra a Rússia e Bashar Assad”, afirmou Tarek Ahmad.

Na última semana, o governo dos EUA reconheceu que seu apoio ao Exército Livre Sírio havia se provado um fiasco e anunciou que iria enviar ajuda militar a outros grupos combatendo o Estado Islâmico. 

Caça russo Su-34 em missão na Síria - Sputnik Brasil
Aviação russa já destruiu cerca de 500 alvos do EI na Síria
Na última terça, o presidente russo, Vladimir Putin, afirmou que Moscou, Washington e Bruxelas deveriam trabalhar em conjunto para encorajar grupos na Síria e iniciarem um diálogo em busca de um assentamento político.

Uma coalizão internacional liderada pelos EUA vem realizando desde 2014 ataques aéreos na Síria sem aprovação do Conselho de Segurança da ONU ou de Damasco. No dia 30 de setembro deste ano, a Rússia iniciou ataques aéreos contra posições do Estado Islâmico na Síria a pedido do Presidente Assad.

A lei internacional só permite uso de força no estrangeiro quando autorizada pelo Conselho de Segurança da ONU, como auto de legítima defesa ou a pedido de autoridades do país em questão.

 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала