04:26 03 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Sociedade
    URL curta
    Mundo lidando com COVID-19 no início de abril de 2020 (153)
    250
    Nos siga no

    Segundo António Guterres, secretário-geral das Nações Unidas, a pandemia provocada pelo SARS-CoV-2 revela o perigo que agentes não estatais poderiam representar usando estirpes letais lançadas deliberadamente.

    A falta de preparação na atual pandemia revelou como os agentes não estatais poderiam ter acesso a estirpes mortíferas para perpetrar um ataque bioterrorista, disse o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, ao Conselho de Segurança da ONU.

    "As fraquezas e a falta de preparação reveladas por esta pandemia deram uma ideia para a forma como um ataque bioterrorista poderia se desenrolar, e podem aumentar seus riscos", afirmou Guterres na quinta-feira (9), citado pelo diário Economic Times.

    "Os grupos não estatais poderão obter acesso a estirpes virulentas, que poderão criar uma devastação semelhante às sociedades de todo o mundo", disse.

    Guterres afirmou que alguns atores poderão tirar partido da atual crise global e promover uma maior divisão, resultando na escalada da violência e em potenciais "erros de cálculo devastadores" em regiões já assoladas por conflitos.

    Além disso, a pandemia da COVID-19 pode minar ainda mais a confiança da população nas instituições públicas, se os cidadãos sentirem que os governos não deram resposta adequada ou que faltou transparência quanto ao alcance da crise, afirmou Guterres.

    O secretário-geral exortou igualmente o Conselho de Segurança das Nações Unidas a demonstrar unidade na mitigação dos desafios à paz e segurança colocados pela pandemia.

    Segundo a Universidade Johns Hopkins, EUA, o número de pessoas infectadas com o vírus por todo o mundo ultrapassou 1,6 milhão, com mais de 97.000 mortes.

    Tema:
    Mundo lidando com COVID-19 no início de abril de 2020 (153)

    Mais:

    Comissão da Câmara denuncia Bolsonaro à ONU e OMS por condução da pandemia da COVID-19
    EUA insistem na 'origem chinesa' da COVID-19 em resolução da ONU
    ONU fecha as portas em Genebra após funcionário ser diagnosticado com COVID-19
    Tags:
    Conselho de Segurança da ONU, António Guterres, ONU
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar