03:06 19 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    2151
    Nos siga no

    A Rússia ofereceu aos Estados Unidos a oportunidade de restaurar canais especializados de diálogo na prevenção de ameaças cibernéticas, disse o Ministério das Relações Exteriores da Rússia.

    Um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Rússia disse que, do ponto de vista da Rússia, "um dos primeiros passos na direção certa seria a resposta de Washington à nossa proposta de restaurar o diálogo sobre segurança da informação internacional, expressa no comunicado do presidente russo, Vladimir Putin, em 25 de setembro de 2020".

    "A iniciativa russa prevê a adoção de um conjunto de medidas práticas para o restabelecimento das relações bilaterais no âmbito do uso das tecnologias de informação e comunicação, incluindo a restauração de formatos de diálogo especializados e canais de comunicação", disse o porta-voz.

    De acordo com o Ministério das Relações Exteriores, a iniciativa proposta pela Rússia também inclui "chegar a um acordo sobre a prevenção de incidentes no âmbito da informação, trocando garantias de não interferência nos assuntos internos uns dos outros, bem como chegar a um acordo global sobre o compromisso político das nações de se abster de se atacarem com o uso de tecnologia da informação".

    ​Na semana passada, além de ordenar a saída de dez diplomatas russos, Washington impôs sanções a 32 entidades e indivíduos da Rússia como parte de uma nova rodada de sanções para os alegados ataques cibernéticos de Moscou durante as eleições norte-americanas.

    O Ministério das Relações Exteriores da Rússia disse que considera o último pacote de sanções contrário aos interesses das duas nações. Vale lembrar que Moscou respondeu às medidas proibindo oito autoridades americanas de entrar no país e mais tarde anunciou a expulsão de dez diplomatas dos EUA.

    Cadetes russos assistem a discurso do presidente Vladimir Putin para o parlamento, em Moscou, via TV instalada no museu da Universidade Estatal Marítima, em Vladivostok
    © Sputnik / Vitaly Ankov
    Cadetes russos assistem a discurso do presidente Vladimir Putin para o parlamento, em Moscou, via TV instalada no museu da Universidade Estatal Marítima, em Vladivostok

    Mais:

    Departamento de Estado dos EUA chama Rússia de 'agressora' contra Ucrânia
    Tensão Rússia-EUA: Moscou convoca número 2 da embaixada norte-americana
    Legislador indiano diz que EUA enviam 'dicas sombrias' a Nova Deli sobre compra dos S-400 russos
    Tags:
    EUA, cibercrime, ciberdefesa, ciberataque, Rússia, Ministério das Relações Exteriores, Ministério das Relações Exteriores da Rússia, relações bilaterais, relações internacionais
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar