03:37 12 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    2220
    Nos siga no

    Os EUA estão silenciosos sobre seus próprios planos em relação ao lançamento de novas armas nucleares e à abordagem da infraestrutura militar-estratégica da OTAN nas fronteiras russas.

    A declaração foi feita pela representante oficial do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, nesta quarta-feira (21), ao comentar um recente relatório da inteligência dos EUA sobre o controle de armas.

    "A abordagem [dos EUA] ao problema das armas nucleares não estratégicas parece muito cínica. Uma análise séria da situação nesta área está sendo injustamente substituída por tentativas de reivindicar que a Rússia, que mantém consistentemente todas as armas nucleares não estratégicas em uma forma subdesenvolvida no território nacional, está abandonando as 'iniciativas presidenciais' voluntárias de 1991-1992", disse Zakharova em comunicado.

    Zakharova acrescentou que os EUA fazem tais declarações em um momento em que as ações de Washington e de seus aliados vão de encontro aos pontos juridicamente vinculativos do Tratado de Não Proliferação de Armas Nucleares.

    "Ao mesmo tempo, há silêncio sobre as 'mudanças tectônicas' no campo da segurança europeia causadas pela aproximação da infraestrutura militar-estratégica da OTAN às fronteiras russas, bem como os próprios planos dos EUA de implantar novas armas nucleares que são contrárias às mencionadas 'iniciativas presidenciais'", acrescentou Zakharova.

    Mais:

    Rússia declara 10 diplomatas da embaixada dos EUA personae non gratae em medida recíproca
    EUA pressionam Arábia Saudita a permitir entrada de mais ajuda para o Iêmen
    Legislador indiano diz que EUA enviam 'dicas sombrias' a Nova Deli sobre compra dos S-400 russos
    Tags:
    acordo, armas, crise, relações exteriores, Rússia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar