20:30 14 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    578
    Nos siga no

    O secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, afirmou que "novos teatros de conflito" poderiam surgir no Ártico devido às mudanças climáticas e ao papel crescente da Rússia.

    "As alterações climáticas também podem criar novos teatros de conflito. Em fevereiro, um navio-tanque russo de transporte de gás navegou pela primeira vez pela rota marítima do Ártico. Até recentemente, essa rota era navegável apenas algumas semanas por ano. Mas, com o aquecimento global do Ártico, [que é o] dobro da média do resto do mundo, este período [de navegação] está ficando mais estendido", disse secretário de Estado dos EUA.

    Segundo Blinken, "Rússia está aproveitando-se desta mudança para tentar exercer controle sobre novos espaços. Está modernizando suas bases no Ártico e construindo novas, incluindo uma a apenas 300 milhas [cerca de 483 quilômetros] do Alasca. A China também está aumentando sua presença no Ártico".

    Anteriormente, Sergei Shoigu, ministro da Defesa da Rússia, observou que os Estados Unidos estão incrementando a presença de navios de guerra no Ártico.

    Submarinos norte-americanos USS Connecticut e USS Hartford emergem do gelo no Ártico
    © Foto / Marinha dos EUA
    Submarinos norte-americanos USS Connecticut e USS Hartford emergem do gelo no Ártico

    De acordo com o ministro russo, a situação política e militar nesta zona tem se tornado cada vez mais complicada devido à concorrência entre as principais nações do mundo para garantir acesso a recursos e rotas de transporte.

    A fim de reforçar as suas capacidades de defesa e assegurar os seus interesses nacionais, Rússia está desenvolvendo ativamente a Frota do Norte, sublinhou o ministro Shoigu.

    O Ministério das Relações Exteriores russo também manifestou preocupação devido ao reforço da presença militar norte-americana no Ártico, observando que Moscou defende que esta região deve continuar sendo uma zona de cooperação pacífica.

    Nos últimos meses, a Rússia tem enviado aviação e outros equipamentos militares para a região em disputa, e o mesmo têm feito os EUA.

    Mais:

    Rússia atualiza caças MiG-31 para defesa na região do Ártico, diz Forbes (VÍDEO)
    EUA e Canadá iniciam exercícios conjuntos de defesa aérea no Ártico por 1 semana (FOTOS)
    Analista militar explica como EUA ambicionam conquistar domínio no Ártico
    Tags:
    presença militar, EUA, Rússia, tensão regional, Ártico
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar