02:51 27 Julho 2021
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    10222
    Nos siga no

    O opositor russo Aleksei Navalny foi condenado nesta terça-feira (2) a três anos e meio de prisão. O Tribunal de Moscou decidiu substituir sua pena suspensa, aplicada em 2014, para uma prisão efetiva.

    Os Estados Unidos afirmaram nesta terça-feira (2) que coordenarão estreitamente com seus aliados e parceiros uma forma de responsabilizar a Rússia pela decisão do tribunal sobre o opositor russo Aleksei Navalny. A declaração é do secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, em um comunicado nesta terça-feira (2).

    "Os Estados Unidos estão profundamente preocupados com a decisão das autoridades russas de condenar a figura da oposição Aleksei Navalny a dois anos e oito meses de prisão, substituindo sua pena suspensa por pena de prisão", disse Blinken cerca de meia hora após o anúncio do veredicto.

    Levando em consideração o tempo que Navalny passou anteriormente em prisão domiciliar, a sentença real será de dois anos e oito meses.

    "Mesmo enquanto trabalhamos com a Rússia para promover os interesses dos EUA, trabalharemos em coordenação estreita com nossos aliados e parceiros para responsabilizar a Rússia por não defender os direitos de seus cidadãos", acrescentou o secretário de Estado.

    A porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, por sua vez, ao comentar o julgamento do caso de Aleksei Navalny, afirmou que a presença de diplomatas estrangeiros no tribunal representa uma interferência nos assuntos internos da Rússia. Ela classificou a presença dos diplomatas no julgamento como uma ação política.

    Aleksei Navalny durante manifestação em Moscou, Rússia
    © Sputnik / Vladimir Astapkovich
    Aleksei Navalny durante manifestação em Moscou, Rússia

    Anteriormente, o Ministério das Relações Exteriores da Rússia declarou que os políticos estrangeiros que estão comentando a situação de Navalny devem respeitar o direito internacional e lidar com os problemas de seus países.

    Aleksei Navalny foi detido em 17 de janeiro no aeroporto de Sheremetyevo, em Moscou, assim que retornou da Alemanha, onde foi tratado por suposto envenenamento. Após a prisão, seus apoiadores realizaram protestos não autorizados pelo país no último fim de semana. Órgãos russos de aplicação da lei afirmam que Navalny foi preso por violar termos de liberdade condicional de uma sentença anterior de peculato.

    Mais:

    Ação não autorizada em apoio ao opositor russo Navalny decorre em Moscou e outras cidades da Rússia
    Por telefone, presidente do Conselho Europeu pede a Putin que liberte Navalny
    Tribunal russo decide que prisão de Navalny por 30 dias foi legal
    ONG criada por Navalny pede aos EUA que sancionem 35 altos funcionários e empresários russos
    Tags:
    protestos, Rússia, opositor, Antony Blinken, EUA, Aleksei Navalny
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar