03:28 14 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    23573
    Nos siga no

    O opositor russo Aleksei Navalny, após ter sido preso por violar os termos de uma condenação feita em território russo em 2014, e fugir da supervisão de uma autoridade de inspeção criminal da Rússia, foi condenado nesta terça-feira (2) a três anos e meio de prisão.

    A Justiça da Rússia substituiu uma pena suspensa de três anos e meio de prisão contra o oponente russo Aleksei Navalny por uma condenação efetiva. "O tribunal decide atender ao pedido do Serviço Penitenciário (FSIN, na sua sigla em russo)", decidiu a juíza Natalia Repnikova.

    Anteriormente, uma sentença determinava que o opositor era culpado, porém, não ficaria preso, tendo que se submeter à Justiça ocasionalmente. Com a nova decisão desta terça-feira (2), Navalny ficará dois anos e oito meses detido, já descontado o ano em que ele passou em prisão domiciliar.

    Além disso, Navalny foi multado em US$ 6.585 (cerca de R$ 35 mil). O advogado do opositor russo disse que apelará contra essa decisão.

    Opositor russo Aleksei Navalny (foto de arquivo)
    © Sputnik / Aleksei Kudenko
    Opositor russo Aleksei Navalny (foto de arquivo)

    A prisão

    A figura da oposição russa Aleksei Navalny pousou no último dia 17 no aeroporto de Sheremetyevo, em Moscou. Ele estava foragido na Alemanha e havia recusado a retornar à Rússia apesar de ordens judiciais. 

    Ao chegar desembarcar em território russo, ele foi detido ainda no aeroporto pelo Serviço Penitenciário Federal. Aleksei Navalny é um dos líderes da Fundação Anticorrupção (FBK, sigla em russo), que está sob investigação criminal por lavagem de dinheiro. Ele foi hospitalizado em agosto de 2020 após ter passado mal em um voo de Tomsk para Moscou.

    'Retorne imediatamente ou será preso'

    No último dia 28 de dezembro, citando um artigo do periódico médico britânico The Lancet sobre o seu tratamento, a Rússia sustentou que Navalny teve alta de um hospital de Berlim em 20 de setembro, e que todos os sintomas de sua "doença" já haviam desaparecido em 12 de outubro. Deste modo, o condenado não estaria cumprindo todas as obrigações impostas à ele pelo tribunal, se furtando de comparecer à supervisão da Inspetoria Criminal.

    Mais:

    Putin diz que vídeo em que Navalny o acusa de ter um palácio é tentativa de 'lavagem cerebral'
    Tribunal russo decide que prisão de Navalny por 30 dias foi legal
    ONG criada por Navalny pede aos EUA que sancionem 35 altos funcionários e empresários russos
    Tags:
    criminosos, ato criminoso, corrupção, Aleksei Navalny, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar