11:37 20 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    Pandemia de COVID-19 no mundo no início de dezembro (93)
    0 50
    Nos siga no

    O diretor-geral do Fundo Russo de Investimentos Diretos (RFPI, na sigla em russo), Kirill Dmitriev, informou nesta quarta-feira (2) que a Rússia será capaz de produzir mais de 60 milhões de doses da vacina Sputnik V por mês a partir de março.

    Ao participar de uma apresentação sobre a vacina Sputnik V em sessão paralela à Assembleia Geral da ONU, Dmitriev explicou que existem dois tipos de produção dos imunizantes, sendo que a capacidade de fabricação russa será usada principalmente para a produção da vacina na Rússia.

    "Basicamente, temos dois tipos de acordos de produção. Portanto, a capacidade de fabricação russa produzirá principalmente para a Rússia [...] Vamos produzir quatro milhões de doses para dois milhões de pessoas já em dezembro", disse Dmitriev.

    Primeira vacina contra a COVID-19 no mundo
    © Sputnik / Ministério da Saúde da Rússia
    Primeira vacina contra a COVID-19 no mundo

    De acordo com ele, está prevista a produção de dezenas de milhões de doses da vacina já a partir de fevereiro para países como Índia, Brasil, China, Coreia do Sul e Argentina.

    "Já chegamos a um acordo de fornecimento e de produção com esses países para 500 milhões de doses da vacina a partir do ano que vem. Então, a partir de março, poderemos produzir mais de 30 milhões de doses por mês e estamos trabalhando para aumentar ainda mais nossa capacidade de produção. Quando falo em 30 milhões de doses por mês, falo sobre 30 milhões de pessoas, então no jargão farmacêutico chamamos de 60 milhões de doses por mês", explicou.

    O diretor-geral do RFPI informou também que foram apresentados pedidos de aprovação da vacina Sputnik V a órgãos reguladores de 40 países.

    "Acho muito importante que essas decisões não sejam tomadas por considerações políticas", disse Dmitriev, ressaltando que é importante que os países tenham um portfólio de vacinas diferentes.

    Dmitriev declarou também que a vacina russa contra a COVID-19 será disponibilizada a todos os países pelo mesmo preço, custando abaixo de US$ 10 (cerca de R$ 53) a dose.

    "No espírito de parceria, a Sputnik V estará disponível para outros países para vacinação em massa a partir do início do próximo ano", disse Dmitriev, acrescentando que a Rússia está "construindo parcerias de produção" e está pronta para compartilhar suas tecnologias com todos os países interessados.

    Tema:
    Pandemia de COVID-19 no mundo no início de dezembro (93)

    Mais:

    Uruguai pode se juntar à lista de países que vão comprar vacina da Rússia
    Pfizer e BioNtech pedem autorização de comercialização da vacina contra COVID-19 na Europa
    Putin deu indicação para começo da vacinação na Rússia na próxima semana (VÍDEO)
    Plano de imunização só ficará pronto quando Anvisa registrar vacina, diz Ministério da Saúde
    Rússia utilizará diferentes locais para produzir suas vacinas contra a COVID-19
    Tags:
    Rússia, Fundo Russo de Investimentos Diretos (RFPI), vacina, COVID-19, novo coronavírus, Brasil, pandemia, Sputnik V
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar