12:31 15 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    12472
    Nos siga no

    O Ministério das Relações Exteriores da Rússia declarou um forte protesto em relação à entrada do destróier norte-americano USS John S. McCain nas águas territoriais da Rússia no golfo de Pedro, o Grande.

    O ministério qualificou nesta sexta-feira (27) o incidente como uma provocação aberta, dirigida a violar a paz e a boa ordem.

    "O Ministério das Relações Exteriores da Rússia está declarando um protesto resoluto a esse respeito. Qualificamos o incidente como uma provocação aberta que visa violar a paz e a boa ordem", informou o ministério.

    Washington está ciente da posição da Rússia em relação a esta área, que são de águas internas da Rússia e sujeitas à soberania deste país. Moscou enfatizou que tentativas de afirmar o contrário são inaceitáveis.

    ​Anteriormente, o Ministério da Defesa russo disse que um destróier da Marinha dos EUA havia entrado nas águas territoriais russas por cerca de dois quilômetros no golfo de Pedro, o Grande. Depois de receber um aviso do navio antissubmarino da Frota Russa do Pacífico, Admiral Vinogradov, o navio dos EUA imediatamente entrou em águas neutras.

    A Sétima Frota dos EUA respondeu afirmando que o USS John S. McCain não tinha sido "expulso" de nenhum país. A embarcação teria realizado ali uma operação para garantir a liberdade de navegação. Os militares norte-americanos também disseram que o país não concorda que Pedro, o Grande seja um "porto histórico" segundo o direito internacional.

    Marinheiros russos durante as manobras conjuntas russo-japonesas SAREX 2019 realizadas nas águas do golfo de Pedro, o Grande
    © Sputnik / Vitaly Ankov
    Marinheiros russos durante as manobras conjuntas russo-japonesas SAREX 2019 realizadas nas águas do golfo de Pedro, o Grande

    ​A declaração afirma que o sistema pelo qual a golfo de Pedro, o Grande se tornou parte das águas territoriais russas, foi declarado pelas autoridades da União Soviética em 1984.

    Mais:

    Destróier dos EUA entra em águas territoriais da Rússia e se retira após advertência (VÍDEO)
    Sétima Frota dos EUA explica violação da fronteira russa pelo destróier John S. McCain
    'Um dos melhores do mundo': capacidades de caça russo Su-35S são avaliadas pela mídia dos EUA
    Tags:
    Crise, águas terriroriais, Marinha, relações exterirores, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar