05:14 29 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    Mundo enfrenta COVID-19 em meados de outubro (78)
    0 90
    Nos siga no

    O ministro da Indústria e Comércio da Rússia, Denis Manturov, declarou nesta sexta-feira (16) que o país pode começar a produzir sua terceira vacina contra a COVID-19 em 2021.

    De acordo com o ministro, a terceira vacina russa seria desenvolvida pelo Centro de Pesquisas e Desenvolvimento de Medicamentos Imunobiológicos M.P. Chumakov da Academia de Ciências da Rússia. Ao ser questionado por repórteres se a vacina começaria a ser produzida em 2021, Manturov afirmou:

    "Claro. Antes do final [de 2020] teremos que adicionar todos os nossos produtores ao processo", respondeu o ministro da Indústria e Comércio da Rússia.

    "Eu sei que temos 18 empresas, centros de pesquisa em geral, que estão em diferentes estágios de desenvolvimento de vacinas. Sobre vacinas vivas eu ouvi apenas três: 'Sputnik V', 'Vektor' e a que for intitulada de Chumakov", acrescentou o ministro.

    Em agosto, o Ministério da Saúde da Rússia registrou a primeira vacina contra a COVID-19 no mundo, a Sputnik V, desenvolvida pelo Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya.

    Na última quarta-feira (14), a Rússia registrou a sua segunda vacina contra o coronavírus, a EpiVakCorona, desenvolvida pelo Centro Vektor de Novossibirsk.

    Tema:
    Mundo enfrenta COVID-19 em meados de outubro (78)

    Mais:

    Venezuela inicia testes da vacina russa contra COVID-19
    Rússia registra 2ª vacina russa contra COVID-19, anuncia Putin
    Mais de 12 mil russos já receberam vacina Sputnik V contra COVID-19
    'Sem efeitos adversos': ministro russo explica escolha de vacina baseada em adenovírus humano
    Rússia inicia testes da vacina Sputnik V em pessoas de mais de 60 anos
    Tags:
    pandemia, Sputnik V, vacina, Rússia, novo coronavírus, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar