19:24 27 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    3372
    Nos siga no

    O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, se reuniu nesta sexta-feira (9) com o seu homólogo dinamarquês, Jeppe Kofod, e falou sobre a intensificação da atividade militar da OTAN perto das fronteiras russas.

    O chefe da diplomacia russa denunciou que a Aliança do Norte ainda não respondeu a uma série de medidas propostas por Moscou para "superar tendências de confrontos" nas relações entre as partes. De acordo com ele, as medidas sugeridas pela Rússia dizem respeito a exercícios militares e à manutenção da distância entre navios de guerra e aeronaves militares.

    "Chamamos a atenção dos nossos parceiros para a crescente atividade militar da OTAN nas proximidades das fronteiras russas e destacamos que não vemos nesta parte da Europa, como na própria Europa, problemas que exijam uma solução militar", disse Lavrov a repórteres.

    Neste contexto, Lavrov lembrou ao seu homólogo dinamarquês que a Rússia aguarda uma resposta da Dinamarca sobre um acordo que visa prevenir incidentes aéreos e marítimos não intencionais.

    O chanceler russo observou que este documento, proposto por Moscou a Copenhague há muito tempo, ajudará a "construir confiança entre nossos estados".

    Além disso, o ministro russo declarou que a próxima sessão do Conselho Intergovernamental dos dois países "deverá ser realizada em Copenhague", assim que a situação epidemiológica permitir.

    Mais:

    Bielorrússia detecta movimentação de tropas da OTAN a 15 km da fronteira do país
    Ex-líderes de países da OTAN pedem apoio à proibição de armas nucleares em meio ao fim do Novo START
    EUA podem deixar OTAN se Trump for reeleito, afirma John Bolton
    OTAN simula com frequência ataques aéreos contra a Rússia, diz ministro da Defesa
    Atividades militares de OTAN e EUA aumentam a 20 km da fronteira russa, diz chefe do Estado-Maior
    Tags:
    Dinamarca, Segurança, aliança, fronteira, OTAN, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar