20:26 23 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    4822
    Nos siga no

    Ultimamente tem sido registrado um aumento de atividades militares dos EUA e da OTAN a 20-30 km da fronteira russa, declarou o chefe do Estado-Maior das Forças Armadas da Rússia, general Valery Gerasimov.

    "Tendo isso em consideração, a afirmação da OTAN sobre o aumento da agressividade por parte da Rússia é falsa", notou Gerasimov após conclusão do exercício militar Cáucaso (Kavkaz) 2020.

    Em particular, o militar russo relembrou sobre os voos de aviões estrangeiros e a presença de forças navais da OTAN nos mares de Barents, Báltico e Negro.

    Como referiu, por sua vez, o primeiro vice-chefe do Estado-Maior da Rússia, o tempo de presença dos navios de guerra da OTAN no mar Negro aumentou em 30% em comparação ao ano passado.

    Navios militares da OTAN durante exercícios navais no mar Negro perto do porto romeno de Constanta
    © AFP 2020 / DANIEL MIHAILESCU
    Navios militares da OTAN durante exercícios navais no mar Negro perto do porto romeno de Constanta

    Além disso, a Aliança Atlântica incrementou a intensidade da atividade não só das forças navais, como também da aviação estratégica e dos meios de reconhecimento aéreo e marítimo, notou.

    Nesta quinta-feira (24), um caça russo Su-27 do Distrito Militar Ocidental foi acionado após detectar um bombardeiro estratégico B-52H dos EUA sobre o território da Polônia se aproximando da fronteira russa.

    Mais:

    Rússia monitora ações do destróier da Marinha dos EUA que acaba de entrar no mar Negro
    Atividades de aviões espiões estrangeiros sobre o mar Negro aumentaram 40% em 2020, afirma Rússia
    Caças russos Su-27 e Su-30 escoltam 3 bombardeiros estratégicos dos EUA sobre o mar Negro (VÍDEO)
    Tags:
    EUA, bombardeiro estratégico, mar Negro, OTAN, fronteiras russas, Mar de Barents
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar