09:06 30 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    Coronavírus no mundo no fim de setembro (49)
    5110
    Nos siga no

    A Organização Mundial da Saúde (OMS) pretende ampliar a cooperação com a Rússia, incluindo a promoção do idioma russo e da vacina Sputnik V contra o coronavírus, afirmou o diretor regional da OMS para a Europa, Hans Kluge, em visita oficial a Moscou.

    Kluge, em sua primeira visita oficial à Rússia como diretor regional, comentou durante uma reunião com o primeiro-ministro russo, Mikhail Mishustin, que "ele tem uma intenção séria de expandir a cooperação com a Rússia".

    "Minha visita é um sinal da minha intenção séria de expandir a cooperação com a Rússia nos níveis nacional, regional e global, incluindo a promoção da língua russa e também a promoção do enorme trabalho na vacina Sputnik V", enfatizou Kluge.

    O diretor-geral da organização também agradeceu ao presidente russo, Vladimir Putin, por seu "excelente" discurso à Assembleia Geral da ONU em 22 de setembro.

    "Quero agradecer ao presidente da Federação da Rússia por seu excelente discurso e seu forte apoio à OMS, que é muito importante para nós, e dizer a ele que vocês têm um amigo fiel no escritório europeu da ONU em Copenhague", disse Kluge durante seu encontro com Mishustin.

    O presidente Vladimir Putin, em seu discurso na 75ª sessão da Assembleia Geral da ONU, declarou que a Rússia está disposta a fornecer sua vacina contra o novo coronavírus gratuitamente aos funcionários das Nações Unidas.

    Tema:
    Coronavírus no mundo no fim de setembro (49)

    Mais:

    Putin: 2ª vacina russa contra COVID-19 ficará pronta em setembro
    The Lancet publica resposta de cientistas russos a colegas sobre vacina russa Sputnik V
    Na ONU, Putin exalta esforço pela estabilidade global e empenho da Rússia na luta contra a COVID-19
    Países africanos apostam na vacina russa Sputnik V para enfrentar pandemia no continente
    Tags:
    Sputnik V, OMS, Rússia, novo coronavírus, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar