05:53 30 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    2251
    Nos siga no

    O Ministério das Relações Exteriores da Rússia comentou as numerosas "declarações hostis" contra a Rússia relativamente à situação do estado de saúde do líder da oposição Aleksei Navalny.

    A chancelaria russa lembrou que do desenvolvimento de Novichok participaram especialistas de muitos países ocidentais e de estruturas especializadas da OTAN.

    "Em relação às afirmações categóricas de que os compostos químicos tóxicos de ação neuroparalítica que no Ocidente são denominados de Novichok foram desenvolvidos aqui, é necessário relembrar o seguinte. Durante vários anos, especialistas de muitos países ocidentais e estruturas especializadas da OTAN trabalharam em compostos incluídos neste vasto grupo de substâncias químicas", afirma o comunicado da chancelaria da Rússia.

    Além disso, nos EUA os desenvolvedores de tecnologias para seu uso em combate obtiveram oficialmente mais de uma centena e meia de patentes, ressalta a nota.

    Na sexta-feira (4), os ministros das Relações Exteriores da Alemanha e da França, Heiko Maas e Jean-Yves Le Drian respetivamente, emitiram um comunicado conjunto relativamente à situação de Navalny.

    O documento afirma que os ministros qualificam o caso como "um golpe muito sério nos princípios fundamentais da democracia e do pluralismo político" e expressam a esperança de que as autoridades russas possam "garantir a criação de condições para a observância dos direitos civis e políticos de seus cidadãos".

    Eles também salientaram a importância de uma "explicação" por parte de Moscou relativamente à descoberta, por um laboratório militar alemão, de vestígios de uma substância tóxica parecida com Novichok no organismo do opositor.

    Nesta quarta-feira (2), um laboratório militar do governo alemão anunciou que encontrou vestígios de um agente nervoso do grupo Novichok.

    Por outro lado, o cientista russo Leonid Rink, que esteve diretamente envolvido no desenvolvimento do Novichok, disse à Sputnik que os sintomas de Navalny são completamente diferentes dos sintomas de envenenamento com esta substância.

    Mais:

    Emissora estatal bielorrussa divulga gravação de ligação entre Varsóvia e Berlim sobre Navalny
    Trump: confio nas conclusões de Berlim sobre Navalny, mas ainda não vi provas da culpa da Rússia
    Forte demais para atingir uma só pessoa: médico exclui envenenamento de Navalny com Novichok
    Tags:
    Novichok, envenenamento, agente nervoso, OTAN, Aleksei Navalny, Rússia, Alemanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar