19:12 26 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    43317
    Nos siga no

    Laboratório militar do governo alemão encontrou vestígios de veneno do grupo Novichok no organismo de Aleksei Navalny.

    "Um laboratório especial da Bundeswehr [Forças Armadas da Alemanha] fez um exame toxicológico em amostras de Aleksei Navalny. Isto forneceu uma evidência inequívoca do uso de um agente químico do mesmo grupo que Novichok", afirmou Steffen Seibert, porta-voz do governo alemão.

    O Ministério das Relações Exteriores da Alemanha informará o embaixador da Rússia em Berlim sobre os resultados dos exames de Aleksei Navalny, disse o Conselho de Ministros alemão.

    "O Ministério das Relações Exteriores informará o embaixador da Rússia dos resultados dos exames", lê-se no comunicado de imprensa.

    Informa-se que o governo federal alemão "notificará seus parceiros da União Europeia [UE] e da OTAN sobre os resultados da investigação através do Ministério das Relações Exteriores por canais previstos para o efeito" e discutirá com eles uma "reação conjunta" a este respeito.

    Por sua vez, o porta-voz da Presidência russa, Dmitry Peskov, disse à Sputnik que Berlim não informou Moscou sobre suas conclusões relativamente ao "envenenamento" de Navalny com Novichok, a Rússia não dispõe desses dados.

    Profissionais de saúde de Omsk levam Aleksei Navalny para ambulância antes de transporte aéreo para Alemanha
    © REUTERS / Alexey Malgavko
    Profissionais de saúde de Omsk levam Aleksei Navalny para ambulância antes de transporte aéreo para Alemanha

    Além disso, o cientista russo Leonid Rink, que esteve diretamente envolvido no desenvolvimento de Novichok, disse à Sputnik que os sintomas de Navalny são completamente diferentes dos sintomas de envenenamento com esta substância.

    Segundo ele, as tentativas de relacionar o "envenenamento" de Navalny com Novichok são um absurdo político absoluto, enquanto as amostras que poderiam confirmar o envenenamento não serão fornecidas à Rússia.

    O senador russo Vladimir Kozhin afirmou que as informações de que o Navalny foi exposto a uma substância química do grupo Novichok não contêm provas e por conseguinte pertencem a categoria da ficção e teoria da conspiração.

    "Para afirmar isso é preciso apresentar evidências, e aparentemente elas não existem. Assim, tudo isso faz parte da ficção e teoria da conspiração", disse.

    Anteriormente o hospital Charité, onde Aleksei Navalny se encontra hospitalizado, informou que os dados do exame clínico apontam para um envenenamento por substância do grupo dos inibidores da colinesterase – enzima vital para o funcionamento normal do sistema nervoso – embora o agente específico ainda não tenha sido determinado.

    O opositor e blogueiro russo Aleksei Navalny foi transportado para Alemanha da cidade russa de Omsk, onde ele foi hospitalizado em 20 de agosto.

    Mais:

    EUA apoiam investigação sobre suposto envenenamento de Navalny, diz Pompeo
    Especialistas estrangeiros: autoridades russas fizeram tudo para salvar vida de Navalny
    Putin diz em conversa com líder italiano que apoia investigação do caso Navalny
    Tags:
    substâncias tóxicas, agente nervoso, Novichok, Aleksey Navalny, Alemanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar