14:11 27 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    160
    Nos siga no

    Os ministros das Relações Exteriores da Rússia e Bielorrússia, Sergei Lavrov e Vladimir Makei, concordaram nesta quinta-feira (27) sobre a necessidade de uma rápida normalização da crise por meio de um diálogo nacional.

    "Lavrov informou seu colega bielorrusso sobre os contatos recentes com parceiros estrangeiros, durante os quais foi abordada a situação na Bielorrússia. Os ministros enfatizaram a necessidade de uma normalização rápida da situação por meio do diálogo nacional, observando as normas da Constituição e respeitando o Estado de Direito na república", diz o comunicado da chancelaria russa.

    As ações de protesto em massa começaram em 9 de agosto, após as eleições presidenciais deram a vitória ao líder bielorrusso Aleksandr Lukashenko, que obteve 80,1% dos votos. A oposição contestou o resultado do pleito e tomou as ruas em grandes protestos por todo o país.

    Nos primeiros dias, as ações foram reprimidas pelas forças de segurança com gás lacrimogêneo, canhões de água, granadas de efeito moral e balas de borracha, que foram usadas contra os manifestantes. Segundo os dados oficiais, mais de 6,7 mil pessoas foram detidas nos primeiros dias.

    Mais:

    Bielorrússia será 1° país a importar vacina russa contra COVID-19
    Rússia alerta EUA e UE sobre quaisquer intervenções na Bielorrússia
    Rússia é mais moderada e neutra em relação à Bielorrússia do que os europeus e americanos, diz Putin
    Tags:
    protestos, Sergei Lavrov, Minsk, Bielorrússia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar