18:12 29 Maio 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    16522
    Nos siga no

    A Rússia não concorda com o apelo do presidente dos EUA, Donald Trump, aos países garantidores para se retirarem do Plano Conjunto de Ação Integral (JCPOA) sobre o programa nuclear do Irã, disse uma fonte do Ministério das Relações Exteriores da Rússia à Sputnik.

    Anteriormente, Trump afirmou que os países garantidores deveriam se retirar do JCPOA e trabalhar em um novo acordo. O próprio governo norte-americano anunciou a retirada do acordo em 8 de maio de 2018.

    "Existe um acordo, muito bem desenvolvido, um compromisso que precisa ser implementado. Portanto, a posição do lado iraniano é mais clara de que os EUA precisam retornar à implementação do JCPOA", declarou a fonte russa.

    "E, se alguém não gostar de algo nesses acordos, provavelmente precisaremos discutir a conveniência e a possibilidade de algum tipo de ajuste, mas dentro da estrutura do JCPOA", acrescentou.

    Desde a sua campanha eleitoral, há quatro anos, Trump sempre tratou o acordo nuclear firmado em 2015 pela administração de Barack Obama com o Irã e outras potências signatárias – Reino Unido, França, Alemanha, China e Rússia – como "o pior acordo já feito".

    Desde a saída dos EUA do JCPOA, novas sanções foram implementadas contra o Irã, país que estava cumprindo estritamente o que previa o acordo nuclear, de acordo com a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), órgão vinculado à ONU.

    No fim de semana, Teerã anunciou que deixaria de cumprir integralmente o documento de 2015, porém um oficial destacou que o governo iraniano não descarta se manter no acordo, desde que os signatários europeus garantam o fim das sanções impostas pelos EUA.

    Mais:

    EUA não atacaram Irã por razões de política interna, diz especialista
    General do Irã: ataques com mísseis não visavam matar, mas danificar arsenal dos EUA
    Guarda Revolucionária do Irã alerta para 'vingança mais severa' em breve
    Tags:
    Qassem Soleimani, guerra, diplomacia, Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), energia nuclear, armas nucleares, Acordo Nuclear Iraniano, acordo nuclear, Donald Trump, Irã, Estados Unidos, Rússia, Plano Conjunto de Ação Integral (JCPOA)
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar