10:19 18 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Navio russo (imagem referencial)

    EUA impõem novas sanções contra pessoas e entidades da Rússia pelos laços com Síria

    © AP Photo / Desmond Boylan
    Rússia
    URL curta
    14435
    Nos siga no

    Foram colocadas na lista negra cinco navios, uma empresa e três indivíduos pelo fornecimento de combustível às Forças Armadas da Rússia na Síria, anunciou nesta quinta-feira (26) a assessoria de imprensa do Departamento do Tesouro dos EUA.

    Em particular, foram impostas sanções a Maritaim Assistans, que, de acordo com Departamento do Tesouro dos EUA, seria uma "empresa de fachada" da Sovfracht, bem como aos seus funcionários Ivan Okorokov, Karen Stepanyan e Ilia Loginov. Os navios Yaz, Sig, Sudak, Passat e OT-2077 também estão na lista negra.

    Todos os inclusos na lista de sanções participaram do "esquema de organização do fornecimento de combustível para aviação das tropas russas na Síria", dando, assim, apoio ao governo de Assad, lê-se no comunicado norte-americano.

    O Departamento Federal de Investigação (FBI) participou da divulgação do "esquema", afirmou o Departamento do Tesouro. Vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Vershinin, classificou as sanções dos EUA contra três cidadãos russos que trabalham para Sovfracht como absolutamente inaceitáveis.

    "É aparentemente a continuação da velha política dos EUA baseada em sanções unilaterais, sanções nacionais, que consideramos absolutamente inaceitáveis", afirmou o diplomata.

    Sanções contra Sovfracht

    A empresa russa Sovfracht foi sancionada pelos EUA em setembro de 2016 por descumprir as sanções relacionadas à Crimeia. Desde então, a empresa está proibida de realizar transações em dólares sem o consentimento especial das autoridades americanas.

    Em junho de 2018, o Departamento de Justiça dos EUA acusou cinco cidadãos russos, funcionários da Sovfracht, e três sírios de tentarem fornecer combustível de aviação à Síria, violando as sanções dos EUA.

    Mais:

    EUA adicionam 12 pessoas e organizações à lista de sanções por terrorismo
    Sanções aceleram crescimento da Huawei e custarão caro aos gigantes tecnológicos dos EUA
    Presidente ucraniano defende manutenção de sanções ocidentais contra a Rússia
    Tags:
    combustível, Síria, Rússia, EUA, sanções
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar