03:29 20 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Equipes de resgate no local da queda do MH17 no leste da Ucrânia

    Rússia apresenta provas de MH17 ter sido derrubado por mísseis ucranianos, diz Defesa

    © Sputnik / Andrei Stenin
    Rússia
    URL curta
    6122

    A Rússia apresentou provas suficientes que indicam o envolvimento dos sistemas de mísseis ucranianos Buk na destruição do avião Boeing da Holanda, informa o Ministério da Defesa da Rússia.

    "No âmbito da cooperação com os órgãos de implementação de lei holandeses, a parte russa apresentou provas suficientes confirmadas inclusive por testes em circunstâncias reais, que claramente indicam o envolvimento dos sistemas de defesa antiaérea ucranianos Buk na destruição do avião comercial Boeing da Holanda no céu da Ucrânia", diz-se na declaração.

    "O Ministério da Defesa russo, tanto nas primeiras horas após a tragédia como posteriormente, desmentiu oficialmente as insinuações da parte ucraniana sobre a suposta conivência dos militares russos na catástrofe ocorrida no céu da Ucrânia e apresentou as provas correspondentes ao grupo de investigação holandês. Nenhum sistema de mísseis das Forças Armadas russas atravessou alguma vez a fronteira russo-ucraniana", acrescenta-se no documento.

    Anteriormente, o chefe do Departamento de Investigações da Polícia Civil da Holanda, Wilbert Paulissen, afirmou que o grupo de investigação que examina as circunstâncias da queda do Boeing no leste da Ucrânia, estabeleceu que o sistema de defesa antiaérea Buk que, supostamente, derrubou o avião malaio, pertence à 53º Brigada de Defesa Antiaérea russa.

    O Boeing 777 malaio que ia de Amsterdã a Kuala Lumpur, sofreu o acidente em 17 de julho de 2014 na região de Donetsk no leste ucraniano. A bordo estavam 298 pessoas que morreram.

    Mais:

    Rússia acusa lado holandês de protelar investigação da catástrofe de MH17
    Caso MH17: ‘Ucrânia é, ao mesmo temo, um dos suspeitos e membro do grupo de investigações
    Austrália revela datas de anúncio dos suspeitos do caso MH17
    Tags:
    tragédia, Boeing, acidente, Malásia, Holanda, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik