08:27 19 Abril 2018
Ouvir Rádio
    Presidente russo Vladimir Putin

    Putin adverte mundo sobre perigo que ameaça setor de energia

    © Sputnik / Mikhail Klimentiev
    Rússia
    URL curta
    7130

    Presidente russo Vladimir Putin falou sobre os desafios ao setor mundial de energia durante o fórum Semana Russa da Energia em Moscou.

    A desigualdade tecnológica representa um perigo para o setor da energia mundial, disse o presidente russo.

    "A crescente desigualdade tecnológica representa um perigo indubitável para a energia mundial […] Gostaria de destacar que estamos dispostos a cooperar no campo energético com todos os parceiros interessados em pé de igualdade e para benefício mútuo", afirmou o presidente.

    Putin disse que a Rússia continuará promovendo investimentos tanto nacionais como estrangeiros na área de energia.

    O presidente russo apelou a todos os países para cooperarem na eliminação de obstáculos ao crescimento econômico, em particular nos países em desenvolvimento.

    "Estamos a favor da eliminação dos obstáculos que impedem o crescimento econômico futuro, especialmente nos países em desenvolvimento que carecem de abastecimento de uma energia segura e acessível", sublinhou ele.

    Além disso, o presidente da Rússia apelou aos países exportadores de petróleo para se esforçarem para aumentar a estabilidade no campo de energia.

    Entretanto, alguns países aplicam sanções no setor de energia como um instrumento para concorrência desleal, bem como para promover seus próprios interesses, disse o presidente russo.

    "Várias restrições, sanções financeiras e setoriais no campo da energia são usadas diretamente por alguns de nossos parceiros para a concorrência desleal […] bem como para promover seus próprios interesses e suas próprias fontes de energia apesar da sua incapacidade competitiva", declarou Putin.

    Ele afirmou que "as sanções afetam a economia mundial e têm consequências negativas, especialmente para os consumidores".

    O fórum Semana Russa da Energia está sendo realizado entre 3 e 7 de outubro em Moscou para discutir as questões relacionadas com o desenvolvimento do setor energético. Do fórum participam delegações de vários países estrangeiros, incluindo os representantes das maiores empresas energéticas mundiais.

    Mais:

    Primeiro-ministro japonês Shinzo Abe declara que ele e Putin é que assinarão acordo de paz
    Vladimir Putin: Rússia não reconhece estatuto nuclear da Coreia do Norte
    Putin: Trump não é minha noiva para me desapontar
    Tags:
    sanções, petróleo, Vladimir Putin, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik