00:50 24 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    1226
    Nos siga no

    O comandante da Marinha iraniana informou que o país está controlando todo o movimento de navios no golfo Pérsico e advertiu sobre "um golpe decisivo", caso uma embarcação inimiga viole suas fronteiras.

    Na quarta-feira (4), o comandante da Marinha do Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica, Alireza Tangsiri, informou que o país está controlando todo o movimento de navios no golfo Pérsico após dois ataques contra navios-tanque na região.

    "A segurança foi assegurada em todas as fronteiras marítimas ao longo do golfo Pérsico e do estreito de Ormuz [...] Estamos prontos para defender os interesses da República Islâmica [do Irã] até em águas longínquas [...] O inimigo sabe que seus movimentos estão sendo monitorados, e assim que as violar [fronteiras], mesmo sem intenção, receberá uma advertência séria e deve obedecê-la imediatamente, caso contrário receberá um golpe decisivo", declarou Tangsiri.

    O comandante iraniano advertiu que o Irã não está brincando quando se trata da segurança de suas fronteiras e interesses.

    A declaração foi feita após Israel, o Reino Unido e os EUA acusarem o Irã de estar envolvido no ataque de 29 de julho contra o navio-tanque Mercer Street, de propriedade japonesa, no estreito de Omã. O incidente resultou na morte de dois tripulantes, o capitão romeno e um segurança britânico.

    Ontem (3), o serviço de informação sobre transporte marítimo Lloyd's List informou que o navio-tanque Asphalt Princess, de bandeira do Panamá, foi sequestrado nas águas internacionais no golfo de Omã, dirigindo-se depois rumo ao sultanato.

    Mais:

    Irã qualifica de 'guerra psicológica' alegações de sua responsabilidade por ataques a petroleiros
    Irã possui capacidades de realizar qualquer tipo de operação com drones, afirma general
    Navio-tanque sob bandeira de Cingapura 'perdeu o controle' no golfo de Omã, diz portal
    Israel culpa comandante de unidade de drones do Irã por ataque a petroleiro
    Tags:
    Irã, Marinha, Israel, EUA, Estados Unidos, ataque, navio
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar