13:11 18 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    579
    Nos siga no

    A União Europeia (UE) será incapaz de manter força sem contribuição e apoio de Ancara, de acordo com uma mensagem do presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, em meio ao Dia da Europa, comemorado em 9 de maio.

    O presidente turco relembrou que o Dia da Europa é celebrado na Turquia desde 1999, quando a nação recebeu oficialmente o status de candidata para entrar na União Europeia.

    "Graças à política geral, a UE leva uma contribuição importante na manutenção de paz, de estabilidade e de aumento de prosperidade no continente e fora dele", declarou o líder turco, citado pela agência de notícias Anadolu.

    Nos últimos anos, notou Erdogan, a União Europeia tem enfrentado uma série de desafios, incluindo crise migratória, manifestação de islamofobia, problemas financeiros e saída do Reino Unido do bloco.

    "O maior obstáculo a caminho da transformação da União Europeia em uma forte jogadora global é a ausência de previsão e paciência estratégica. Hoje a UE necessita de novas abordagens e reformas estruturais, em particular, no assunto de mecanismo de tomada de decisões", ressaltou.

    "De um ponto de vista histórico, geográfico e universal, a Turquia é parte da Europa. É óbvio que sem contribuição e o apoio de nosso país, a UE não conseguirá manter sua potência. Ancara está pronta para dar uma contribuição possível na regulamentação de problemas e promoção de posições da União Europeia", acentuou o presidente da Turquia.

    Mesmo assim, Erdogan lamentou por Bruxelas não ter cumprido a promessa feita à Turquia, o que desacelerou o processo de entrada da Turquia na UE.

    De acordo com suas palavras, apesar da política de padrão duplo e obstáculos europeus, a Turquia está determinada na questão da concretização do objetivo – entrar no bloco econômico.

    "A entrada da Turquia na UE fortalecerá posições da União Europeia tanto na região como na arena internacional", concluiu o presidente turco.

    Mais:

    Erdogan afirma que Turquia honra memória dos armênios massacrados em 1915
    'Impacto destrutivo': Erdogan pede que Biden reverta reconhecimento do genocídio armênio
    COVID-19: Erdogan anuncia lockdown na Turquia até meados de maio
    Tags:
    presidente, União Europeia, Recep Tayyip Erdogan, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar