05:34 12 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    7677
    Nos siga no

    Na manhã de domingo (11), a Organização de Energia Atômica do Irã reportou uma explosão na usina nuclear de Natanz, e afirmou não ter acontecido fatalidades ou poluição ambiental.

    A televisão estatal iraniana identificou neste sábado (17) o autor do ataque contra a instalação nuclear de Natanz no domingo (11).

    "Reza Karimi, o autor desta sabotagem [...] foi identificado", relatou a emissora, citada pelo jornal Tehran Times, que acrescentou que o homem fugiu do Irã antes da explosão na instalação.

    Ainda de acordo com a emissora, "as medidas necessárias e legais para sua prisão e retorno ao país estão em andamento".

    Primeira foto de Reza Karimi, o homem iraniano que foi identificado pelo Ministério da Inteligência como o culpado pela sabotagem nas instalações de Natanz. Ele fugiu do país antes do incidente e o Irã diz que esforços estão em andamento para trazê-lo de volta.​

    'Ato de terrorismo'

    Na segunda-feira (12), Saeed Khatibzadeh, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores do Irã, caracterizou o acontecimento como um "ato de terrorismo nuclear audaz em solo iraniano".

    Por sua vez, Ali Akbar Salehi, diretor da Organização de Energia Atômica do Irã, também classificou o incidente como um "ato de terrorismo nuclear", afirmando que a República Islâmica terá o direito de responder contra os responsáveis pelo sucedido.

    O ministro das Relações Exteriores iraniano, Mohammad Javad Zarif, culpou Israel pelo sucedido, acusando o Estado judeu de sabotar a usina nuclear.

    Mais:

    Irã testa mísseis com capacidade nuclear, revela embaixador israelense
    Irã identifica autor de ataque contra instalação nuclear de Natanz, segundo relatos
    Irã não conseguirá obter armas nucleares e realizar genocídio em Israel, diz Netanyahu
    Irã rejeita propostas do acordo nuclear de Viena: 'Não vale a pena olhar'
    Tags:
    Natanz, usina nuclear, usina nuclear, Israel, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar