21:25 03 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    Pandemia de COVID-19 no mundo no início de dezembro (93)
    240
    Nos siga no

    O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, disse que o país começará a administrar as vacinas desenvolvidas pela Pfizer contra a COVID-19 no dia 27 de dezembro.

    Em uma entrevista coletiva transmitida pela televisão na noite desta quarta-feira (9), Netanyahu anunciou também a chegada da primeira remessa de vacinas da Pfizer ao país. Segundo ele, Israel espera mais centenas de milhares de doses nos próximos dias.

    O país se prepara para vacinar cerca de 60 mil pessoas por dia, conforme informa a AP. O primeiro-ministro israelense classificou a quantia como um "grande número" para um país de nove milhões de habitantes.

    Dizendo que quer servir de exemplo para a população, Netanyahu afirmou que será a primeira pessoa no país a ser vacinada.

    Em Israel, os vacinados receberão em seus smartphones um certificado especial, para que possam circular livremente e ajudar a reabrir a economia.

    "Estamos trazendo o fim do vírus", disse Netanyahu.
    Vacina da Pfizer contra COVID-19
    © REUTERS / Dado Ruvic
    Vacina da Pfizer contra COVID-19

    Entre os países que já começaram a vacinação contra a COVID-19 estão a Rússia, que começou a imunizar a população com a Sputnik V no sábado (5), e o Reino Unido, que foi o primeiro país a autorizar a vacina da Pfizer.

    Tema:
    Pandemia de COVID-19 no mundo no início de dezembro (93)

    Mais:

    Israel adverte que Irã pode atacar suas instalações no exterior
    Arqueólogo revela possível significado de inscrição em altar pagão de igreja em Israel (FOTO)
    Ex-chefe de segurança espacial de Israel: alienígenas construíram base em Marte e têm acordo com EUA
    O mundo seria um lugar mais seguro sem Israel, afirma o chefe da segurança nacional do Irã
    Tags:
    israel, Benjamin Netanyahu, COVID-19, vacina, novo coronavírus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar