19:17 26 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    Pandemia de COVID-19 no mundo no início de dezembro (93)
    6463
    Nos siga no

    Os órgãos reguladores britânicos alertaram as pessoas que têm um histórico de reações alérgicas "significativas" a não tomarem a vacina contra a COVID-19 da Pfizer/BioNTech.

    O alerta surge após duas pessoas que foram vacinadas nesta terça-feira (8), sofrerem reações alérgicas.

    O professor Stephen Powis, diretor médico do Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido (NHS, na sigla em inglês), afirmou que "como é comum com as novas vacinas, a MHRA [Agência Reguladora independente de Medicamentos e Produtos de Saúde do Reino Unido] aconselhou, por precaução, que as pessoas com um histórico significativo de reações alérgicas não recebam esta vacina depois que duas pessoas com histórico de reações alérgicas significativas responderam negativamente ontem. Ambas estão se recuperando bem".

    No dia 8 de dezembro, o Reino Unido iniciou uma campanha de vacinação em larga escala contra a COVID-19. Em primeiro lugar são vacinados os funcionários do NHS, grupos de risco e idosos com mais de 80 anos.

    June Raine, chefe-executiva da MHRA, afirmou que examinaria todos os dados dos testes da vacina contra a COVID-19 realizados pela Oxford e AstraZeneca.

    "Nossa revisão reguladora é abrangente. Vamos analisar todos os dados disponíveis", afirmou.

    Tema:
    Pandemia de COVID-19 no mundo no início de dezembro (93)

    Mais:

    COVID-19: Brasil supera Reino Unido e já é o 2º país com mais mortes do mundo
    EUA e Reino Unido falham juntos na resposta à COVID-19 e analista explica por quê
    COVID-19: aliado dos EUA, Reino Unido nega ter evidência que ligue China à pandemia
    Tags:
    Reino Unido, vacina, vacinação, Pfizer, COVID-19, novo coronavírus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar