00:23 24 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    0 11
    Nos siga no

    Mais de oito mil cidadãos da Etiópia fugiram para o leste do Sudão em 48 horas, tentando escapar dos combates na região separatista de Tigré, informaram nesta quarta-feira (11) autoridades governamentais sudanesas.

    As autoridades, em declarações reproduzidas pela agência AFP, disseram que seis mil etíopes chegaram ao estado federal de Gedaref e 1.100 ao de Kassala. Na terça-feira (10), segundo elas, foram mais 1.500 refugiados.

    De acordo com uma fonte do governo sudanês, cerca de 200 mil etíopes poderiam buscar refúgio no país.
    Guarda da região de Tigré, na Etiópia, em Mekele, 26 de junho de 2019
    © REUTERS / TIKSA NEGERI
    Guarda da região de Tigré, na Etiópia, em Mekele, 26 de junho de 2019

    Tigré é uma região dissidente no norte da Etiópia, onde Addis Abeba realiza uma operação militar em grande escala desde o dia 4 de novembro.

    O porta-voz do Alto Comissariado da ONU para os Refugiados (ACNUR), Babar Baloch, já tinha dito que está "preocupado com o impacto do conflito em curso", também relatando na terça-feira (10) a presença de "várias centenas de requerentes de asilo em dois postos de fronteira".

    Mais:

    Fontes afirmam que conflito no norte da Etiópia matou centenas de pessoas
    Análogos chineses dos sistemas russos Smerch são flagrados pela 1ª vez na Etiópia (FOTOS)
    Militares da Etiópia tomam aeroporto em Tigré e União Africana pede cessar-fogo
    Tags:
    Chifre da África, África, governo, ONU, relações exteriores, refugiados, conflito, guerra
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar