01:55 26 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    0 01
    Nos siga no

    A Lockheed Martin foi escolhida pelo Exército norte-americano para a construção de um protótipo de míssil de alcance intermediário, contrato avaliado em cerca de US$ 340 milhões (R$ 1,826 bilhão).

    Através de um acordo OTA (Other Transaction Authority, em inglês), a companhia norte-americana Lockheed Martin foi encarregada de desenvolver um protótipo de míssil de alcance intermediário, além de seu lançador e centro de comando, a partir do Tomahawk e do SM-6 da Marinha dos EUA, revela um comunicado do Escritório de Tecnologias Críticas e Capacidades Rápidas (RCCTO, na sigla em inglês), citado pelo portal Defense News.

    Se espera que o míssil - que deverá ser capaz de atingir alvos a uma distância de 500 quilômetros – entre em operação no ano fiscal de 2023, preenchendo um espaço entre os mísseis furtivos de precisão e as armas hipersônicas.

    "Adaptar os sistemas existentes tanto quanto possível vai nos permitir avançar mais rapidamente do que os métodos de aquisição tradicionais para colocar essa capacidade nas mãos de soldados em apoio à Estratégia de Defesa Nacional ", afirmou o tenente-general L. Neil Thurgood, diretor de Aquisições Rápidas, Espaço, Energia Direcionada e Armas Hipersônicas, que lidera o RCCTO. O protótipo de míssil intermediário (MRC, na sigla em inglês) "vai utilizar e modificar hardware e software do Exército e de parceiros, além de integrar tecnologias adicionais para alcançar novos efeitos operacionais", indica o comunicado.

    O Exército dos EUA decidiu usar como base os mísseis SM-6 e Tomahawk após "ampla revisão das tecnologias do serviço conjunto potencialmente aplicáveis no MRC", segundo o RCCTO.

    Míssil interceptor do Terminal de Defesa de Área de Grande Altitude (THAAD) do Exército dos EUA virá em breve para a Coreia do Sul
    © flickr.com / Mark Holloway
    Míssil interceptor do Terminal de Defesa de Área de Grande Altitude (THAAD) do Exército dos EUA virá em breve para a Coreia do Sul

    Até 2023, o Exército norte-americano deverá dispor de capacidades estratégicas, intermediárias e de curto alcance que alterarão o paradigma em relação aos principais adversários dos EUA (Rússia e China), indica a declaração.

    Other Transaction Authority é o termo comumente usado para se referir à autorização do Departamento de Defesa para realizar certos protótipos, pesquisas e projetos de produção, incorporando práticas comerciais mais flexíveis em seus programas.

    Mais:

    Lockheed Martin desenvolve sistema para transformar aeronaves de carga em bombardeiros
    O que Lockheed Martin vai fazer para resolver problemas com peças de reposição dos F-35?
    EUA estão desenvolvendo míssil hipersônico para lançamento de caças embarcados
    Tags:
    Exército dos EUA, protótipos, míssil, Lockheed Martin, militar, Defesa
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar