13:39 03 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    121146
    Nos siga no

    Tel Aviv acusou o Irã de efetuar ataques cibernéticos "diariamente" contra Israel, apesar de Teerã negar as acusações e insistir que o país "não se envolve em guerra cibernética".

    De acordo com o Times of Israel, o gabinete de segurança de alto nível israelense denunciou um "ataque cibernético iraniano" contra as infraestruturas civis de abastecimento de água de Tel Aviv.

    O suposto ataque, que teria ocorrido no final de abril, foi descrito por um dos funcionários israelenses como uma "escalada significativa" das ações do Irã, que "cruzou a linha vermelha" ao atingir instalações civis. As autoridades observam que o ataque causou poucos danos, apesar de pequenos problemas terem sido relatados nos conselhos locais.

    "Este é um ataque que vai contra todos os códigos de guerra. Mesmo dos iranianos, não esperávamos algo assim", declarou um funcionário, citado na notícia.

    Segundo a reportagem, Tel Aviv está atualmente ponderando respostas à ofensiva sofrida.

    O suposto ataque foi noticiado pela Fox News, depois que a Autoridade da Água e a Diretoria Nacional Cibernética de Israel (INCD, na sigla em inglês) anunciaram uma "tentativa de violação cibernética dos sistemas de comando e controle de água".

    As informações alegavam que o Irã usou servidores americanos para a invasão cibernética, algo que nunca foi reconhecido pelos EUA.

    Teerã nega responsabilidade pelo ataque

    "O governo iraniano não se envolve em guerra cibernética", disse Alireza Miryousefi, porta-voz da Missão do Irã nas Nações Unidas, em Nova York.

    Cybercrime
    © CC0
    Cybercrime

    O primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu acusa frequentemente o Irã de ataques cibernéticos, afirmando que Tel Aviv "monitora e evita-os todos os dias", o que o Irã tem negado repetidamente.

    Em janeiro, o ministro da Energia israelense afirmou que o país havia neutralizado "um ataque cibernético muito sério" contra uma das principais usinas do país.

    Mais:

    Israel diz que 'não vai parar' de atacar forças do Irã na Síria, aumentando tensões entre os países
    'Foi governamental': Irã afirma que se defendeu de um 'grande ataque cibernético'
    Israel identifica suposto espião por suspeita de ligações com inteligência do Irã
    Tags:
    ataque hacker, Benjamin Netanyahu, ataque cibernético, Irã, israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar