02:59 30 Maio 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    2412
    Nos siga no

    O tribunal distrital da cidade israelense de Lod levantou no domingo (19) o segredo de um julgamento sumário de um suposto espião que trabalhava para os serviços de inteligência iranianos.

    O nome do suposto espião é Ayman Haj Yahiya, um indivíduo palestino-israelense que foi recentemente detido e levado ao tribunal no início de abril.

    O suspeito foi detido em 16 de março em uma operação conjunta de Shin Bet – serviços secretos israelenses – e da Polícia, e foi posto à disposição do tribunal em 7 de abril. O homem é acusado de manter relações com os serviços de inteligência iranianos e de lhes fornecer informações sobre locais estratégicos de Isael, escreve The Jerusalem Post.

    Além disso, Yahiya é também acusado de pertencer à Frente Popular para a Libertação da Palestina e manter contato com o libanês Khaled Yamami, que é membro da mesma organização.

    Ayman Haj Yahiya, teria anteriormente se encontrado no exterior com vários agentes iranianos em diversas ocasiões, tendo recebido ferramentas para encriptar informações sensíveis que devia passar ao Irã.

    Os iranianos também teriam pedido ao suspeito para fornecer informações sobre a sociedade israelense e suas fraturas, a fim de as amplificar, e o teriam preparado para recrutar árabes israelenses dispostos a ajudar o Irã e executar "ataques terroristas" em nome da resistência palestina.

    Mais:

    Objetivo de Israel é expulsar Irã da Síria nos próximos 12 meses, afirma ministro da Defesa
    Comprando aviões de reabastecimento dos EUA, Israel poderá alcançar território do Irã, diz mídia
    Tags:
    agências de inteligência, Palestina, Oriente Médio, Irã, espião, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar