04:35 31 Março 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    842
    Nos siga no

    Meses após ataques terem sido realizados contra refinaria da Saudi Aramco, a Grécia decidiu enviar à Arábia Saudita um sistema de defesa antiaérea Patriot para proteger instalações de petróleo.

    A medida foi tomada após o governo grego cogitar o envio do equipamento ainda em outubro de 2019.

    Enquanto isso, o envio do sistema Patriot grego seria uma oportunidade para que os EUA, aliado da Grécia, possam deslocar seus Patriot da Arábia Saudita para o Iraque, caso Bagdá aceite receber tal armamento em seu território.

    A decisão grega foi anunciada pelo porta-voz do governo do país, Stelios Petsas, conforme publicou o portal The Drive.

    "A implantação [do Patriot] contribui para a segurança energética, promove nosso país como um fator para a estabilidade regional e fortalece nossas relações com a Arábia Saudita", afirmou.

    A autoridade também ressaltou a natureza defensiva do equipamento, dizendo que "sendo um sistema defensivo, isso não constitui nenhuma ameaça a outros países na região".

    Por sua vez, a Arábia Saudita teria aprovado o recebimento do material bélico grego, segundo a mídia.

    Reforço grego

    Com a decisão de Atenas, a segurança de instalações petrolíferas no país árabe poderia ser aprimorada, enquanto os EUA pretendem aumentar sua presença no Iraque enviando seus próprios sistemas Patriot para o país.

    A razão disso seria o ataque perpetrado pelo Irã contra bases usadas pelos americanos no Iraque no início do passado mês.

    Na ocasião, os militares americanos não dispunham de nenhum equipamento sofisticado no Iraque capaz de retaliar um ataque de mísseis, segundo a mídia.

    Rivalidade com a Turquia

    Contudo, segundo o The Drive o envolvimento da Grécia em questões do Oriente Médio também poderia ser uma estratégia para se contrapor à maior presença da Turquia em diferentes países da região.

    Recentemente Ancara tem aumentado sua presença militar em países como a Síria, Líbia e Qatar.

    Conforme publicou a agência Anadolu, o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, havia dito que a base militar turca no Qatar, país vizinho da Arábia Saudita, foi feita para aumentar a capacidade de defesa do país anfitrião e a realização de exercícios conjuntos.

    É sabido que a Grécia e a Turquia possuem relações historicamente difíceis, envolvendo disputas territoriais.

    Mais:

    Irã ameaça retaliar Grécia se país permitir uso de suas bases militares pelos EUA
    Turquia faz proposta de compra de sistemas Patriot aos Estados Unidos, diz chanceler
    Turquia constrói 2ª base no Qatar em meio às tensões no golfo Pérsico
    Tags:
    petróleo, Patriot, Iraque, Arábia Saudita, EUA, Turquia, Grécia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar