21:02 16 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    03211
    Nos siga no

    O governo dos Estados Unidos confirmou nesta noite que forças norte-americanas eliminaram o líder da Al-Qaeda na Península Arábica (organização terrorista proibida na Rússia e em vários países).

    De acordo com um comunicado divulgado pela Casa Branca, a morte de Qasim al-Rimi teria ocorrido durante uma operação militar americana no Iêmen, país que se encontra há anos mergulhado em uma sangrenta guerra civil.

    "Sob a direção do presidente Donald J. Trump, os Estados Unidos realizaram uma operação de contraterrorismo no Iêmen que eliminou com sucesso Qasim al-Rimi, fundador e líder da Al-Qaeda na Península Arábica (AQPA) e vice do líder da Al-Qaeda, Ayman al-Zawahiri", diz a nota divulgada nesta quinta-feira.

    O gabinete do presidente Donald Trump destaca que Rimi se juntou ao grupo extremista ainda nos anos 1990, atuando no Afeganistão para Osama bin Laden. E, sob suas ordens, a AQPA cometeu diversas atrocidades contra civis no Iêmen e "procurou conduzir e inspirar numerosos ataques contra os Estados Unidos".

    "Sua morte degrada ainda mais a AQPA e o movimento global da Al-Qaeda, e nos aproxima de eliminar as ameaças que esses grupos representam à nossa segurança nacional. Os Estados Unidos, nossos interesses e aliados estão mais seguros como resultado da morte dele. Continuaremos a proteger o povo americano rastreando e eliminando os terroristas que procuram nos fazer mal."

    Mais:

    Ataques aéreos dos EUA matam três altos membros da Al-Qaeda no Iêmen
    EUA realizaram 6 ataques aéreos contra Al-Qaeda no Iêmen
    EUA treinaram pilotos dos Emirados Árabes Unidos para ataques aéreos contra o Iêmen
    Tags:
    Al-Qaeda, AQAP, Al-Qaeda na Península Arábica (AQPA), ataque, ataques, morte, Casa Branca, líder, terrorismo, terrorista
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar