15:04 15 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    330
    Nos siga no

    Em primeiro pronunciamento após ser inocentado no Senado no julgamento do impeachment, Donald Trump disse que passou por "provação terrível" colocada por "pessoas desonestas e corruptas". 

    "Eles fizeram todo o possível para nos destruir e, com isso, prejudicaram gravemente nossa nação", disse Trump nesta quinta-feira (6) durante ato bipartidário realizado em Washington, segundo publicado pela agência AFP. 

    O presidente afirmou ainda que fará um pronunciamento mais tarde na Casa Branca. Segundo ele, o que aconteceu durante o processo de impeachment não pode "continuar". 

    Além disso, criticou a presidente da Câmara dos Representantes, a democrata Nancy Pelosi, que liderou os esforços de seu partido para destituir Trump do cargo, e o senador Mitt Romney, único republicano que votou contra o chefe de Estado. 

    "Eu não gosto de pessoas que usam sua fé como justificativa para fazer o que sabem ser errado. Também não gosto de pessoas que falam: 'Rezo por você', quando sabem que não fazem isso", disse Trump de um pequeno palco, onde exibiu dois jornais que estampavam a manchete em letras garrafais: "Inocentado!". 

    O Senado dos EUA declarou nesta quarta-feira (5) o presidente norte-americano inocente das acusações de abuso de poder, ao bloquear ajuda militar para Ucrânia, e de obstrução ao Congresso.

    Mais:

    Arábia Saudita impede Irã de participar de reunião sobre 'plano de paz' de Donald Trump
    Em discurso do Estado da União com presença de Guaidó, Trump promete 'esmagar' Maduro
    Quais são os altos e baixos da economia dos EUA com Trump no poder?
    Maduro: 'Trump está levando EUA para conflito de alto nível contra a Venezuela'
    Tags:
    Ucrânia, Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, Mitt Romney, Senado, EUA, impeachment, Donald Trump
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar