01:22 30 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    12412
    Nos siga no

    O Exército americano retomou as operações militares com o Iraque, que tinham sido interrompidas depois que os EUA assassinaram o general iraniano Qassem Soleimani em Bagdá, informou The New York Times.

    De acordo com dois militares americanos, citados pelo jornal sob condição de anonimato, teriam sido reiniciadas as missões antiterrorismo contra militantes do Daesh (grupo terrorista proibido na Rússia e demais países).

    As fontes acrescentaram que os soldados recomeçarão em breve os treinamentos das tropas iraquianas.

    Ainda não foi confirmado se o governo iraquiano teve conhecimento da decisão dos EUA de retomar as operações ou se isso foi feito unilateralmente.

    Sequência de ataques

    A decisão de reiniciar as operações militares veio menos de duas semanas depois que o Parlamento iraquiano votou pela expulsão de todas as forças americanas do país.

    Bagdá acusou Washington de violar a soberania iraquiana ao realizar ataques aéreos no Iraque, incluindo um que matou o comandante iraniano Soleimani no dia 3 de janeiro. O Irã respondeu ao assassinato lançando mísseis em bases iraquianas que abrigavam tropas norte-americanas.

    Fuzileiros navais norte-americanos em al-Qaim, perto da fronteira síria, oeste do Iraque (foto de arquivo)
    © AFP 2020 / USMC
    Fuzileiros navais norte-americanos em al-Qaim, perto da fronteira síria, oeste do Iraque (foto de arquivo)

    A morte de Soleimani levou o Parlamento iraquiano a aprovar uma resolução não vinculativa apelando a todas as tropas estrangeiras para deixarem o país. O presidente norte-americano Donald Trump rejeitou a resolução e disse que iria impor sanções ao Iraque se as tropas americanas fossem forçadas a sair do país.

    Trump insistiu que Bagdá deveria compensar Washington pelas bases militares construídas no país do Oriente Médio antes que uma retirada total pudesse ser considerada.

    Mais:

    EUA removem tropas de exercícios da OTAN na Noruega em meio a conflito com Irã
    Especialista japonesa sobre Oriente Médio: Trump não retirará tropas do Iraque
    Tribunal Penal Internacional diz não ter jurisdição para julgar EUA por assassinato de Soleimani
    Tags:
    EUA no Iraque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar