11:09 24 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    1164
    Nos siga no

    O Tribunal Penal Internacional (TPI) não tem jurisdição para investigar o assassinato do general iraniano Qassem Soleimani pelos Estados Unidos, disse o Gabinete do Promotor do TPI à Sputnik.

    "Observamos que nenhum dos Estados envolvidos, seja o Irã, o Iraque ou os Estados Unidos, são partes no Estatuto do Tribunal Penal Internacional ou aceitaram sua jurisdição de acordo com o Artigo 12.3 do Estatuto de Roma, nem houve um encaminhamento do Conselho de Segurança da ONU", disse o Gabinete do Promotor nesta quarta-feira (15). "Como tal, o TPI não tem jurisdição sobre o assunto referido no momento."

    Na terça-feira (14), o porta-voz judicial do Irã, Gholam Hossein Ismaili, disse que Teerã pretende processar o governo dos Estados Unidos, as Forças Armadas e o presidente Donald Trump no TPI pela morte de Soleimani. Ismaili também disse que os Estados Unidos deveriam ser processados ​​nos tribunais iraquianos e na Suprema Corte do Irã.

    Em 3 de janeiro, os Estados Unidos realizaram um ataque de drone perto do Aeroporto Internacional de Bagdá, no Iraque, que matou Soleimani e o líder da milícia xiita iraquiana Abu Mahdi Muhandis, entre outros.

    O governo Trump disse que agiu com base em informações de um "ataque iminente" contra pessoas e interesses dos EUA, mas não forneceu detalhes.

    Mais:

    Irã afirma que mísseis não tinham objetivo de matar soldados dos EUA
    Surge VÍDEO que mostraria embaixador do Reino Unido em manifestação ilegal no Irã
    Presidente do Irã avisa que soldados europeus no Oriente Médio 'podem estar em perigo'
    Ucrânia mobiliza Defesa para buscar corpos de vítimas de acidente aéreo no Irã
    Irã terá urânio suficiente para construir bomba atômica em um ano, diz relatório israelense
    Tags:
    Qassem Soleimani, Tribunal Penal Internacional (TPI), Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar